domingo, 29 de agosto de 2010

A CAMINHADA DO BALTAZAR E A INSONIA DO PREFEITO NETO



Quando o ex-prefeito Paulo Baltazar caminha pelas ruas da cidade o Prefeito Neto não dorme direito. Nos seus pesadelos sempre aparece o Baltazar pelas ruas da cidade cabalando votos. E, quando acorda no meio da madrugada, liga para os vigilantes pra saber se o Baltazar está fazendo campanha. E, antes de voltar para cama ele fala: "Qualquer coisa você me liga, viu?" Agora, se o Baltazar estiver na rua, ele vai para a rua, também.  Cada meia hora que ele perde é meia hora de eleitores que o Baltazar ganha.  Baltazar tem muita saúde, disposição e quer ser eleito a deputado federal. Então, tem que andar. Andar muito mesmo. Está concorrendo com cachorros grandes.  São seis candidatos para duas supostas vagas. Mas, desses seis aí, pode-se devolver tres ao mar para que cresçam ainda mais um pouco. São muito pequenos para o caçuá. Baltazar é um dos tres. Zoinho e Deley os outros dois nomes. Zoinho nem se precisa por cartas, jogar búzios, ler mãos para saber. Está eleito. A menos que o Garotinho sofra algum acidene de percurso. No mais, Zoinho vai no vácuo. Resta uma vaga para Baltazar e Deley disputarem. É aí que o Neto perde o sono. Ele sabe que o Deley corre risco, mesmo com o esforço que faz. Distribui papel, espalha galhardetes, dependura placas... Baltazar, muito mais modesto, só faz caminhar. É pouco papel, são pouquíssimos galhardetes, quase nenhuma placa... É a mão no ombro de um, o papo quase confidencial com outro. Um abraço aqui, uma promessa ali. Quando o sol está quente até aproveita e se coloca nas sombras das placas adversárias. 

FOTO: baltazaroficial.blogspot.com


ELEITOR JOVEM, PENSAMENTO ENVELHECIDO

Zezinho e Luis Henrique de Castro e
Silva


Ah, se o voto não fosse obrigatório, o Presidente seria eleito só com os votos da família. Quem tivesse a família maior levava. Isto se fosse a bem relacionado com os parentes. Os jovens, por exemplo, que não têm este cabresto a lhes conduzir, estão aproveitando o feriado para ficarem atoa. Atoinha da Silva. Está diminuindo o número de eleitores menores de 18 anos. É assim em todo o Brasil. Em quatro anos, passou de 2,5 milhões para 2,3 milhões. Quer dizer, 200 mil eleitores optaram pro deixa como está pra ver como é que fica. Olha que isto é superior à população de muitas cidades. Aqui, em Volta Redonda, o Movimento Ética na Política (MEP-VR) foi ver o que estava havendo. Doce inocência... E viu que os meninos e meninas têm mais preocupação com a eleição da Rainha da Primavera nas quermesses escolares do que na eleição do Presidente da República. O coordenador do MEP, Luis Henrique de Castro Silva disse que isto aí remonta a fatos históricos. É um problema de educação. Hoje a educação pretende formar apenas a mão de obra, não pretende formar a pessoa. Mas o caso é que os adultos também não querem mais votar. Tem adulto que gosta muito de ficar em casa, passa o sabado e o domingo sem ir sequer ao portão da casa. Mas no dia da eleição... viajam bem pra longe só para não votarem. Luís Henrique, apesar dos pesares, considera que o país vive um momento muito bom, trazendo esperança para o futuro. Mas isto aí, sinceramente, já é uma obrigação partidária de defender o status quo. O MEP é o braço religioso do PT.
 foto: Josérobertomendonça.blogspot.com


TIRIRICA TIRA O SONO DO PT


O PT já não ri com as piadas do Tiririca. Ele chega nas ruas e pede para o povo: "oh, abestado, vota em mim". E dá o número. Na televisão, ele é do mesmo jeito -"Vote em Tiririca, pior não fica"! E, quem diria?, ele está é vendendo ilusões. Os candidatos sérios do PT estão roendo as unhas de inveja.  Eu explico: O palhaço é candidato pelo PR que está coligado com o PT. No programa eleitoral na TV, ficara assentado que os candidatos a deputado pelo PT não iam falar na televisão. Pediriam, apenas, votos para a legenda. Como o Tiririca é de outro partido tinha seu tempo para falar. Foi um chuá! Mercadante, candidato a governar  o Estado, já estava vendo Tiririca pelo retrovisor, foi tomado de pânico. Prometeu que ia mudar tudo no horário eleitoral : Ia ceder espaço os seus  candidatos. Aproveitou o embalo: Afirmou que os candidatos da coligação que não adotarem um discurso responsável não teriam o seu aval. E foi duro na queda -  "Ou tem um discurso, quem quer que seja, sério, republicano, cidadão, ou eu, evidentemente não tenho interesse em estar associado a qualquer uma dessas candidaturas. Tem de ter um discurso construtivo, propositivo, responsável, que é o que o eleitor e a democracia brasileira precisam", afirmou. E pior é que o discurso de Tiririca faz-se acompanhar de todos esses adjetivos. Ele é como o menino de La Fontaine - aponta o dedinho para a empavonada majestade que passa e diz - O rei está nu. 

O HUMOR E O POLÍTICO

Proibir o riso no rádio e na TV não foi uma boa; até pareceu piada. Mas não era, não. Tá certo que, nesses tempos bicudos de horário eleitoral na TV, quanto menos confusão, melhor. Vai que algum desses desavisado eleitores confunda um programa político com um outro de humor. Tem de tudo neles – não falta nem o que é situação/oposição. Não falta. Basta o ligar no On ou no Of e ele assume uma cara ou outra. E, também, confundindo os programas o eleitor pode confundir os políticos. Em vez de se votar no homem sério, votar no contador de piadas. Mas podia-se enxotar esse problema com umas simples recomendações aos políticos. Umas simples normas de comportamento bastariam - Não mentir, não roubar, não prevaricar... essas coisas. Isso, bem aprendido, podia lhes tirar dessa inesgotável fonte de piadas. Preferiram chutar a canela do humorista. A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (ABERT) não fez por menos. Entrou no STF questionando sobre aquele cuidadoso modo de censura. Mal o dia seguinte amanhecia, o ministro Carlos Ayres Brito, do STF, botava ordem na casa. Nada de panelas no quarto e penico na sala e nem de se fazer cocô na cozinha.

O SONHO AO ALCANCE DA MÃO



Gustavo Rojas, 34, deve ser meio maluco. É candidato da oposição à Assembléia Nacional na Venezuela. Dinheiro para o financiamento de campanha não consegue. Pra oposição é muito difícil mesmo. Ele sabe disto. Mas sabe também que só não há jeito pra morte. Aí, foi pra rua para ver as modas. Quem sabe não passava por ele uma solução. E, ali numa das avenidas de Caracas, de pé na calçada viu aquela interminável procissão de seios fartos. Alguns fartíssimos! Aliás, eram duas procissões, de um lado e do outro da rua. Lembrou-se que o presidente Chavez fora até à televisão, dar um carão nas mulheres por causa daquela mania. Mas não teve jeito. E o presidente dobrou os joelhos. Hoje, há um banco estatal oferecendo financiamento para esse tipo de cirurgia. Ninguém segura mais. A Venezuela é campeoníssima em mamoplastia. Uma média de 30 000 por ano. E, como ele é candidato da oposição, está muito mais à vontade para apoiá-las. Então, pôs um balcão de venda dessa esperança. Criou uma rifa de silicone. Ora, a versão mais simples para essa cirurgia sai ao custo de US$ 700 (câmbio oficial), com próteses chinesas, consideradas de pior qualidade. Rojas está feliz da vida com o resultado da rifa. Cada bilhete ao preço de US$ 5,8 (câmbio oficial). E, pelo jeito, mesmo ganhando a eleição, acho que ele não vai abandonar esse comércio
MACACO E GATO



Gato é um bichinho meio sistemático. Não se mistura, não. É mais ou menos feito o PT, antes do cataclisma. Agora, já convive bem com tudo que é bicho - Sarney, Renan, Jucá e, por aí vai. Coisas do tempo. Pois é. Lá num parque florestal na Indonésia um gatinho, novinho ainda, antecipou-se a essa mudança na sua espécie. Tornou-se amigo de um macaco selvagem que lhe correspondeu com um perdido amor.  Parece até que o macaco o embala para dormir. Anna Young. em visita a Ilha de Bali,  os surpreendeu num desses momentos de inexcedível relação filial. Sempre de posse de sua máquina os fotografou uma, duas, tres... várias vezes.   As fotos ganharam a internet e, quem sabe, já lhe deram algum trocado. Eu também tenho a minha digital e saio fotografando as coisas inusitadas que encontro. Até já coloquei várias na internet, mas não ganhei nenhum tostão. Nem um.  Mas se alguém se interessar por prefeitura derrubando de árvores, Defesa Civil hospedada na beira do rio, monte de lixo pelas praças, carro alegórico jogado dentro do rio, se alguém se interessar eu tenho de monte. Mas a Anne Young lá da Inglaterra deve ter faturado com as fotos que fez do gato com o macaco.  Ganhou notoriedade. Em entrevista a jornais britânicos, a fotógrafa contou que viu o gato e o macaco passarem mais de 30 minutos juntos. O macaco macho chegou a tentar proteger o gato da própria fotógrafa, quando ela se aproximou para registrar as imagens. Quem sabe pensou-a uma gata que vinha lhe roubar o filhote.

O RETORNO DA GUIMBA




Me dá a guimba! Deixa a vinte para mim! Cada um tinha o seu jeito de pedir a ponta do cigarro. Antes que o dono a atirasse fora o cotoco a que o cigarro chegava, o fila se anunciava. Era um coisa feia pedir a guimba, pedir a vinte. Feia era, porém ainda mais feio era negar o pedido. E, depois, vício é vício. Expõe a constrangimentos. Tem força. É prioritário. Foi isto que Fidel Castro sentiu em 1962, quando os EUA  impuseram embargo comercial à ilha. Aí, ele fez uma lista dos produtos necessários à população, sem os quais não se podia passar. E nessa sexta básica subsidiada incluiu o cigarro. Todos fumavam, ou podiam fumar, corajosa e desoneradamente. E, assim, o peso da vida subia nas baforadas. Mas aí sucedeu a derrocada da União Soviética e Cuba quase vai junto. Teve que atirar uns pesos fora. Então manteve o subsídio do cigarro apenas para os maiores de 54 anos. E, agora em 2010, vê que nem isto dá pra manter. Também os idosos ficarão de fora dessa generosa atenção governamental. São 2,5 milhões de bocas. Nem todos, entretanto, sentirão muito. Pelo menos é o que se diz. E o que se diz é que muitos idosos revendiam pelo preço do mercado, os cigarros que recebia subsidiados. Enfim, o governo já fala em retirar também o subsídio da ervilha e da batata para os idosos. Aí, se vai ver. Se uns bons velhinhos não se retirarem logo para o céu, vão ter que retirar mais coisas.

foto: Ministério da Saúde do Brasil


INCENDIO NO CAMPO DA CSN


Já estava fechada a edição quando um email nos anunciou um incêndio, no campo onde se hospeda do Ressaquinha. É uma vasta faixa de terra, onde se hospeda o Ressaquinha.  O  incêndio começou ali pelas  17 horas. Muita fumaça, muita fuligem, um corre-corre,  e muita gente olhando. Havia carro de bombeiro, havia carro da Defesa Civil mas o fogo resistiu ao confronto. Tres horas depois o fogo ainda estava lá. Isto mostra que não tem valido muito esta taxa de incêndio que nós todos pagamos. Isto mostra também que a  Defesa Civil, apesar da imponência do caminhão, que se vê na foto, tá mais é para apagar fogueiras. Um menino perguntou assim pra eles: "moço, pra que que serve este caminhãozão?" Parece até que ela se retirou mais cedo. Vai ver que estava preocupada com a casa deles lá na beira do rio.  A origem do incêndio ninguém conhecia. Acreditava-se que não fora  espontânea, mas atiçado por mãos criminosas.
Fotos: Rosane Sepulveda

CLASSIFICADOS


INGLÊS, FRANCÊS E ESPANHOL: Desde o ba, bá. Para iniciantes, conversação, tradução. Tudo com método próprio. Falar com a Profª Fatima, Rua Onze, nº 373 - Jardim Veneza. Tel: 3346 5080

VENDE-SE UMA CASA - Uma casa no Bairro do Monte Castelo. Duplex com 4 suítes, 2 salas e mais dependências. Tel.: (24) 3350 2209

VENDE-SE : Cama de casal, Sofá de canto e Mesa de centro - tel.: (24) 3346 7447 e (24) 8832 7447

MANICURE, PEDICURE E DEPILAÇÃO: Fale com a Rose. Ligue e marque hora. Atendimento a domicilio e dos bons. Tel.: (24) 9911 4089 ou (24) 8836 3698 - Falar com a Rose

JARDINAGEM: Para serviços de capina, poda de árvores ou jardinagem fale com Oliveira - Tel.: 9971 2869 ou 3337 0792

LAVA JATO: Lava carros externa e internamente. Rua 5, n 113, casa 1. Falar com Vitor Junior, Tel.: (24) 8829 9813

PRO-VI-SOL : Projeto de Vida Solidária - Saúde da Mente. Terças feiras das 14h às 15h e 30min. Nova turma em formação do Primeiro Nível. Sede da Associação de Moradores da Barreira Cravo

ENCONTRO DE LEITURA: Ligado ao Pro-Vi-Sol, segundas feiras, das 19h e 30min às 21h. Sede Associação de Moradores da Barreira Cravo

AULAS DE REFORÇO: Português, Literatura, Inglês, Matemática, Química, desde o Ensino Fundamental. Manhã e Noite. San Remo. Tel.: 3337 3692 e Cel 9911 1378. Professora Luciana.

PIZZA DELIVERY : Pizza R$ 15,90 por unidade. Sabores de Mussarela, Calabreza, Quatro Queijos, Marguerita, Frango com Catupiry. De terça a domingo. Tel.: 3348 6973

BUFFET - Fica pertinho da Barreira Cravo, ali em Niterói. Tem tudo: Decoração com bolas, ornamentação de festas e aluguel de salão. Av.:Sávio Gama, n 159 - Niterói. Volta Redonda. Rio de Janeiro. Tel.: 3346 9409 ou Cel 9219 6590

COMIDA JAPONESA: Não é só feijão, arroz, couve e torresmo que é bom não; comida japonesa também. De terça a domingo de 18h às 23h. Entregamos em domicílio. Experimente. Av.:Sávio Gama, n 159 - Niterói. Volta Redonda. Rio de Janeiro. Tel.: 3346 9409 ou Cel 9219 6590

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

O LULA DO OUTRO MUNDO



O LULA DO OUTRO MUNDO (I)


Ninguém nunca viu Barack Obama inaugurando, por exemplo, a pintura de uma   escola.   Mas o Obama não me engana, não. Mas dias, menos dias, ele chega lá. Ah, se chega! Não tá longe, não. Eu sei que esse negócio de inaugurar bica d'água, pintura de meio fio é mais para Presidente do Brasil. Lá no Norte, os presidenes são mais ciosos.  Mas sinceramente, não preciso nem de bolas de búzio para dizer que esse tal de Obama  ainda vai dá ponta pé inicial em campeonato de bairro.  Acho que ele vem aprendendo muito com o nosso Presidente, o Cara. Foi assim quando ele investigava o vazamento de petróleo, no Golfo do México. Disse que queria "chutar a bunda" do responsável por aquele desastre. Esse chutar a bunda não foi um deslize; foi proposital. Acho até que foi treinado. Bem treinado, de frente para o espelho, como os atores.  Creio mesmo que ele até lambeu os lábios, molhando-os de novo para qualquer emergência. O Time a repetiu. Newsweek repetiu... Quando chegou em casa ele falou para a mulher e os filhos - o cara sou eu!

 O LULA DO OUTRO MUNDO (II)


Lula vai compondo o seu credo, arrranjando seus discípulos e formando o seu rosário. Cada conta um ditador, um corrupto. Um corrupto, é bom que se diga, de dimensão internacional - Omar Bongo (Gabão), Irmãos Castro (Cuba), Mahmoud Ahmadinejad (Irã), Obiang Mbasogo (Guiné Equatorial)... Também, Obama troca afagos com ditadores. Mais dois meses o congresso americano vai decidir um negócio da china com a Arábia Saudita. Uma venda  de $ 30 bilhões de dólares. Dinheiro pra cá, armas pra lá. O negócio inclui venda de mísseis, jatos, navios e helicópteros. É o que interessa/ o resto não tem pressa! Obama pensa assim. Isto dá  paz aos seus ouvidos mocos para a imprensa saudita. E tem muita coisa feia, lá.  Um Hasan é uma mulher saudita, mãe de seis filhos, casada. Quer, mas não consegue, autorização para se divorciar do marido, que é viciado em drogas. Não pode nem peticionar porque mulher só pode se apresentar na corte de justiça se estiver na companhia de um homem.  Lá, as mulheres não podem viajar sem autorização masculina. Pra lado nenhum. Também não podem votar, dirigir carros e são açoitadas e encarceradas se se relacionarem com mais de um homem na vida. E, no entanto, nem Hillary Clinton, Secretária de Estado, que pisou no gogó do marido, defendendo sua condição de esposa traída, nem ela não diz uma vírgula.  Obama perdeu uma oportunidade de ouro. Esteve com o rei Abdullah, na Casa Branca. E conversaram, de tantas coisas. Falaram da  paz, da economia global, de programas educacionais e, no entanto... Vai bem este menino. Se continuar assim daqui a pouco a gente já não mais saberá quem é o cara.

É RINDO QUE SE CORRIGE OS HÁBITOS



Começou o jogo do siso pra valer. Se errar corre o risco de ter que pagar R$ 100 mil. É o cacife. Quem rir ou fizer rir perde a partida. Os políticos dirão as coisas mais gozadas, farão as maiores trapalhadas e nós ficaremos sérios. Qualquer coisa, eles perguntam - Tá rindo de que? É bom na hora do Programa Eleitoral você dar uma martelada no dedo, uma coisa assim. É lei desde 1997. Nunca ninguém antes deu tanta bola como se dá agora. Isto é verdade.  Mas do lado de lá, dos candidatos, continua valendo. Podem até optar - fazer rir ou fazer chorar. Então, a saída é o humorista se candidatar também. Bem fez o nosso maior palhaço Tiririca:  "Vote em Tiririca. Pior não fica!" É o jingle dele. Será que chegamos ao fim do poço, com 30 anos de democracia. Tiririca é o nosso bobo da corte. Faz humor no horário pago. Boa! Mas o resto da moçada também quer fazer graça. No domingo, dia 22, deu-se a caminhada em defesa do humor. Lá  estavam Bruno Mazzeo, Maria Clara Gueiros, Marcelo Madureira, Sérgio Malandro, Sabrina Sato, Claudio Manoel, Helio de La Peña e Nelson de Freitas, e outros. Seguidos por um pequeno grupo de simpatizantes e um batalhão de repórteres o grupo seguiu pela orla de Copacabana em direção ao Leme. Ah, havia, também, cabos eleitorais e candidatos aproveitadores que maldizia a sorte eram a parte engraçada do espetáculo.
ESTE HOMEM É ALERGICO À ELETRICIDADE



Per Segerbäck, engenheiro, sueco de 54 anos, vive numa cabana de madeira a 120km de Estocolmo. Não tolera aparelhos elétricos a sua volta. Tem alergia a eles. Ultimamente, evita proximidade de relógios digitais. Sua saída era mesmo essa.  Sofreu as primeiras manifestações em 1986. Resistiu enquanto pode. Mas há 11 anos deixou tudo – a cidade, o emprego multinacional sueca Ericsson e se internou ali. Convive com os lobos, alces e ursos mas teme aviões, que às vezes riscam seu céu. Possui um computador alimentado por uma bateria de 12 volts, enterrada a 27m de distancia. Para iluminação usa velas e uma lâmpada ligada a bateria. É o jeito para evitar dores de cabeça, tontura e náuseas. É a chamada eletrohipersensibilidade (sigla EHS, em inglês). Os males podem se agravar chegando a  perda de memória. A OMS não reconhecem essa manifestação como patologia. Mas não nega que há pessoas que sofram dessas manifestações. Chama a isto de nocebo, um distúrbio psicológico que faz a pessoa acreditar num mal que não tem materialidade.  Segerbäck vai levando a vida como pode. Está aposentado com a metade do pagamento que ganhava na ativa. Seus três filhos adultos se revezam nas visitas ao pai. Talvez essa convivência seja menos complicada para sua segunda esposa, Inger, com quem vive atualmente. Ela, que como Segerbäck é engenheira eletricista, também sofre da mesma síndrome. Os dois se conheceram por causa da Organização de Eletrohipersensíveis da Suécia (FEB), uma das associações mundiais que lutam para que o problema seja reconhecido como doença. 
FONTE E FOTO: Revista Galileu

MULHER PERA PARA DEPUTADA
Começa bem antes o assédio. Quando chega a eleição, os partidos já tem suas celebridades. Elas são escolhidas assim como as escolas de samba escolhem suas rainhas da bateria. Às vezes, não elas não têm nada a ver com o samba, mas que importa? Né mesmo? E, nesse contexto, costumam acertar. Está aí a funkeira Mulher Pera, em cuja ficha de inscrição figura como nível de educação que ela "Lê e escreve". Mas isto não é nenhum obstáculo para sua candidatura a deputada federal (PTN). Já tem o seu grupo de apoio. O senador  Eduardo Suplicy (PT-SP) está dentro. Gravou um depoimento de apoio a funkeira: "É muito importante que possamos ter esta mulher eleita para o Congresso." A repercussão não foi boa. Muita gente falou com ele: "Mas Suplicy..." Ele justificava dizendo que obtivera informações de que a moça era uma pessoa séria. Por fim, ele reconheceu que vai procurar conhecer melhor a funkeira. E viva a república!

  EM QUE SE CONFORMA DA NOTA ANTERIOR


Quem não se lembra da Cicciolina? Os italianos chegaram lá primeiro. Enquanto as nossas beldades estavam restritas aos palcos de teatro de revista, essa húngara, ícone do mundo pornô na década de 80, se tornaria deputada no parlamento italiano. Em 26 de novembro de 1951, em plena Guerra Fria, ela veio o mundo com o nome de Ilona Staller. Mais tarde é que recebeu o apelido de Cicciolina, traduzido por fofinha ou rechonchudinha. Aos 20, casou-se com um italiano 25 anos mais velho. Assim, conseguiu a nacionalidade italiana. Em 1987, já com uma carreira consolidada no pornô, lançou-se candidata ao Parlamento Italiano. Sua campanha era feita mostrando os seios. Cicciolina também deixou as tetas de fora no parlamento português e na TV israelense. Durante a Guerra do Golfo, preocupada com a paz mundial, se ofereceu para transar com Saddam Hussein se ele retirasse as tropas do Irã.

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE
VOLTA REDONDA





O nome de Getúlio Vargas, ainda hoje, 56 anos após sua morte, é muito cultuado em Volta Redonda. A Câmara Municipal criou a Medalha do Mérito Getúlio Vargas, que é entregue em todo 24 de agosto, aniversário do suicídio do presidente. A medalha é bonita mesmo! Nem parece que foi criada pela Câmara Municipal. Desculpa, vereadores. Foi sem querer. Ah, já ia me esquecendo, teve também o Vereador Paiva que abriu a sessão, discursou em nome da casa. Mas, falando sério, falou só dele mesmo, de um projeto de resolução, que ele criou. O projeto não tinha nada a ver com a sessão, mas tinha muito a ver com ele. Entende?     Falou outras coisas também. Mas de Getúlio Vargas, nem a citação do nome. Nem do nome. Não sei. Conforme fosse o caso podia ter falado comigo. Eu preparava uma meia dúzia de linhas para ele ler lá na frente. Ainda podia perguntar pra ele - você quer um texto contra ou a favor? Porque Getúlio Vargas era vasto. Também lá estava o ex-Governador Garotinho. Muito assediado pela imprensa, ele explicou que a sua candidatura continua valendo. E o seu partido torce que sim. Afinal, seu nome é um grande  captador de votos. Acredita-se que com ele se repetirá o caso de Álvaro Vale que levou José Luís de Sá a deputado federal com apenas 7 mil votos. Ou mais recente o fenômeno Enéias, em São Paulo. 



NOMES DA 7ª ARTE
Por Morrison
Janet Gaynor




          Janet Gaynor (Laura Augusta Gaynor, Filadélfia, 6 de outubro de 1906 — Palm Springs, 14 de setembro de 1984) foi uma atriz americana. Obteve grande popularidade mais tarde para filmes como "The Johnstown Flood" (1926), um título dirigido por Irving Cummings, "Seventh Heaven" (1927) por Frank Borzage, "Dawn" (1927) de F. W. Murnau, ou "Street Angel" (1928), outro filme dirigido por Borzage. Graças a estas três interpretações, Janet recebeu o prêmio de melhor atriz no primeiro Oscar. O advento do cinema falado não foi problema para ela, que se adaptou perfeitamente às novas técnicas durante os anos 30 e continuou o seu status de estrela.
          Vieram musicais e comédias românticas, principalmente na companhia de Charles Farrell, com o qual atuou em "Sétimo Céu" e "Street Angel".
          Durante esta década apareceu em filmes como "Daddy Long Legs" (1931), de Alfred Santell, "A Feira da Vida" (1933) de Henry King, "Contrastes" (1935) por Victor Fleming, "A menina das províncias" ( 1936) de William Wellman. Em 1938 foi indicada para o oscar na primeira versão de Nasce uma Estrela, depois refilmado por Judy Garland em 1954, e por Barbra Streisand em 1976.
          Atuou em"O scroungers feliz" (1939), comédia dirigida por Richard Wallace. insatisfeita com os papéis que lhe eram oferecidos, Janet abandonou o cinema e, na década de 1950, comprou uma fazenda em Anápolis, interior de Goiás com o marido.[1] No final da década de 1960, vendeu seu imóvel no Brasil e voltou a morar na Califórnia.
          Janet Gaynor foi casada três vezes. A primeira vez em 1929 com Jesse Lydell Peck, de quem se divorciou em 1933. A segunda, com o famoso figurinista Adrian Gilbert, com quem foi casada entre 1939 e 1959, ano da morte de Adrian. Seu terceiro casamento foi com o produtor Paul Gregory, com quem se casou em 1964.
         Dois anos antes de morrer, aos 77 anos, vítima de pneumonia, Janet sofreu um grave acidente automobilístico no qual quebrou várias costelas, a clavícula e a bacia.


MEUS HAI-KAIS

Pra que tantos candidatos
Se bebem no mesmo copo
E comem no mesmo prato?


ESCREVE O LEITOR

Ótima a contribuição da sra Maria Guilhermina ----- repassei para os os amigos via e-mail .... parabéns ao administrador do blog .. Bolívar (rua Onze)
Caro amigo, Bolivar - também gostei da colaboração da Maria Guilhermina. Tenho recebido outras pelo meu email. Estou me organizando para publicá-las. Este espaço é aberto ao leitor. Um abraço (Elson)


CLASSIFICADOS





INGLÊS, FRANCÊS E ESPANHOL: Desde o ba, bá. Para iniciantes, conversação, tradução. Tudo com método próprio. Falar com a Profª Fatima, Rua Onze, nº 373 - Jardim Veneza. Tel: 3346 5080







VENDE-SE UMA CASA - Uma casa no Bairro do Monte Castelo. Duplex com 4 suítes, 2 salas e mais dependências. Tel.: (24) 3350 2209

VENDE-SE : Cama de casal, Sofá de canto e Mesa de centro - tel.: (24) 3346 7447 e (24) 8832 7447



MANICURE, PEDICURE E DEPILAÇÃO: Fale com a Rose. Ligue e marque hora. Atendimento a domicilio e dos bons. Tel.: (24) 9911 4089 ou (24) 8836 3698 - Falar com a Rose

 

JARDINAGEM: Para serviços de capina, poda de árvores ou jardinagem fale com Oliveira - Tel.: 9971 2869 ou 3337 0792



LAVA JATO: Lava carros externa e internamente. Rua 5, n 113, casa 1. Falar com Vitor Junior, Tel.: (24) 8829 9813



PRO-VI-SOL : Projeto de Vida Solidária - Saúde da Mente. Terças feiras das 14h às 15h e 30min. Nova turma em formação do Primeiro Nível. Sede da Associação de Moradores da Barreira Cravo



ENCONTRO DE LEITURA: Ligado ao Pro-Vi-Sol, segundas feiras, das 19h e 30min às 21h. Sede Associação de Moradores da Barreira Cravo



AULAS DE REFORÇO: Português, Literatura, Inglês, Matemática, Química, desde o Ensino Fundamental. Manhã e Noite. San Remo. Tel.: 3337 3692 e Cel 9911 1378. Professora Luciana.



PIZZA DELIVERY : Pizza R$ 15,90 por unidade. Sabores de Mussarela, Calabreza, Quatro Queijos, Marguerita, Frango com Catupiry. De terça a domingo. Tel.: 3348 6973



BUFFET - Fica pertinho da Barreira Cravo, ali em Niterói. Tem tudo: Decoração com bolas, ornamentação de festas e aluguel de salão. Av.:Sávio Gama, n 159 - Niterói. Volta Redonda. Rio de Janeiro. Tel.: 3346 9409 ou Cel 9219 6590



COMIDA JAPONESA: Não é só feijão, arroz, couve e torresmo que é bom não; comida japonesa também. De terça a domingo de 18h às 23h. Entregamos em domicílio. Experimente. Av.:Sávio Gama, n 159 - Niterói. Volta Redonda. Rio de Janeiro. Tel.: 3346 9409 ou Cel 9219 6590


domingo, 22 de agosto de 2010

O QUADRÂNGULO AMOROSO




Serra não sabe se casa ou se compra uma bicicleta. É ou não é opósição? Tá difícil. Ele botou tres fotos com o Lula no seu programa eleitoral, na TV. O pessoal da Marina achou isto o maior desaforo. Eu pergunto: Onde já se viu uma coisa dessas? Ficaram brabos mesmo. Afinal, Marina e Lula andaram de braços dados por 30 anos. Quase chegaram às bodas de ouro.  Aí, pegaram lá o baú das boas recordações da Marina e selecionaram fotos e vídeos de   2003 a 2008, o período em que ela ficou mais próxima do presidente - ministra de estado. Agora, estão escolhendo os melhores. Ah, essa aqui não ficou boa porque você fechou os olhos. Esta aqui não ficou boa porque você pôs a mão na boca. Aqui, você está muito séria... Tão estudando para salvar  alguma coisa.  Esse pessoal é muito exigente com poses. Fazer política, hoje, é fazer pose. Mas este negócio de ser amiguinho de Lula vai terminar dando confusão. No debate, na UOL, Marina até rosnou para o José Serra, que rosnou para a Dilma, que não rosnou para Marina.  Parecia que estava combinado. Dilma faz assim: Junta com Marina e derrota o Serra, depois dá um piparote na Marina. Pronto. Sozinha com ele. Por enquanto está tudo embolado. José Serra, Dilma Roussef, Marina Silva e Lula, tudo embolado, tudo embolado. Dilma Roussef é a esposa fiel e submissa feito um cachorrinho de pelúcia.  Põe assim, ela fica assim. Põe assado, ela fica assado. As outras duas figuras estão ensaiando. Já aprenderam a estender a mãozinha. Não estão fazendo política. São candidatas a concubinas.   É o ainda não muito citado quadrângulo amoroso. Coisas do tempo. 

COISAS DO PREFEITO NETO

Para você imaginar a altura do som
Tudo isto aí para tocar no meio de dez bairros, noite a dentro. Pelo tamanho do caminhão você imagina o barulho que faz; pelo altura do palco você avalia a cabeça do Prefeito. Ele é cabeçudo mesmo! Em Volta Redonda está assim, mas pode começar a mudar agora. Vem eleição aí. É a forma que se tem, mercê de correr no Ministério Público Estadual uma denúncia do terror que essas festas do Prefeito trazem aos moradores desses bairros, próximos à Ilha São João. Tem que se pensar em bloco - procurar a Justiça, escolher bem nas eleições e juntar gente. É só ir espalhando a idéia, o pessoal está prontinho para a semeadura. Lembre-se, o voto é uma arma, a vítima pode ser você.

Dimensões do palanque

CHOPERIA DO MORRO DO MAMÃO




O Maurício vivia me convidando: "Vai lá na choperia que você vai gostar". E informava que fica ali perto do Detran, próximo à entrada da Candelária. Tudo direitinho pra não ter errada. Esta informação serve para você que não mora na  cidade. É fácil encontrar. Aí, sexta feira eu fui lá. Cara! Na verdade, nem precisava dessas informações. Peguei um taxi e falei - "Eu quero ir à Choperia Morro do Mamão, no São Luís." Aí, o motorista respondeu bem assim - "Eu sei onde é. É um lugar muito legal!" E o negócio é bom mesmo. Pra lá de bom. O pessoal do atendimento, o bar, e tinha lá uma dupla de músicos que prendeu mais ainda. Muito boa. Só indo lá pra ver e ouvir. Não é comum uma casa dessas por aqui. E olha que eu ando!  Você pode ir sozinho, pode ir com a sua turma, fazer reservas, usar cartão. Cara, pode tudo. Tem churrasqueira, campinho de futebol, churrasqueira, sauna... E se tem alguma coisa que você quer e não está aqui, fala com o Maurício que ele resolve. Tudo isto fica ali, no Av.: Francisco Chrisóstomo, 896, São Luís, Volta Redonda. Tel.: (24) 3343 6224, Cel (24) 8115 2404 


Mariângela Leal e Durval
SERVIÇO DE SANEAMENTO E O BRASIL



No Brasil, 56% dos municípios não tem serviços de saneamento básico. É papo sério. São dados do IBGE.  A coisa está mais feia é no Norte e Nordeste. Mas que ninguém se atreva a rir do vizinho. Cá no sudeste também não está bom. Aqui, em  Volta Redonda mesmo, não há  serviço de tratamento de esgotos. Jogam tudo in natura dentro do rio. E depois captam a água para tratar e beber, de novo.  Mas,em compensação tem muitos shows com grandes cartazes nacionais. E o povo só paga uma caixinha de leite. E vai e canta igual sabiá... bonito de ver. Mas, saiu dali, olha o bicho fazendo careta de novo. Na verdade, a coisa tá mais feia do que se pensa.  Mas o IBGE tem seus cuidados. Dispõe de uma metodologia  própria para isto.  Evita o pânico e você fica sabendo meia verdade. Se não, como é que o pessoal vai assistir show, né verdade? Então, o IBGE diz que um município é servido de rede, quando um dos seus distritos o for. Ele não se preocupa com a extensão e nem com a qualidade do serviço. Mas esta é uma economia que desserve. A OMS avalia que cada R$ 1,00 gasto em saneamento economiza R$ 4,00 na saúde. Mas tem muito cabeça dura administrando, por aí.

Fonte: Folha de São Paulo
CORRA QUE A POLÍCIA VEM AÍ! 


Imagina só que susto que foi! Doze policiais bem fardados e bem armados, acompanhados de tres cães farejadores entraram no Senado Federal. Teve gente que até pensou em apontar para o Palácio Alvorada, dizendo a meca ficava do outro lado, que estavam na casa errada. Mas os hômi quando vêm assim já sabem onde vão bulir.  Imagina! Fico imaginando o Senador Romero Jucá... Pedro Araújo Carvalho, diretor da Polícia Legislativa, explicou logo. Os homens estavam a fim de estourar mais uma boca de fumo. Disseram à polícia, que havia ali um posto avançado - maconha, cocaína e derivados. Tinha pra todos os gostos e níveis sociais. Era a cocainolandia. Feita a apresentação, eles foram logo revirando gavetas e armários e vasculhando até mesmo o estacionamento. Operação Pente Fino.   Aí, foi o maior corre-corre. Só pode.  Gente desmaiando, ligando para advogados, essas coisas. Dizem até que teve senador que tomou água com açúcar.  E  houve um outro que não se deixava farejar porque tinham pânico de cachorro desde pequenininho. Uma coisa! Mas, no final, foi muita trovoada pra pouca chuva. Não acharam nada, não prenderam ninguém. Então, não estavam vendo que no senado não é lugar dessas coisas? Eu tenho impressão que eles não captaram muito bem o sentido da denúncia. Vai ver que passaram por muita droga e não reconheceram.  Se é que vocês me entendem

Fonte: O Estado de São Paulo
O MORCEGO E A MARIPOSA



O morcego é o bicho-papão da mariposa. Um vive de olho no outro. Pesquisadores ingleses observaram que a fome de um e a vida do outro fazem com que eles dois tenham avanços simultâneos. As mariposas vivem pouco. Pouquíssimo! Têm que aprender rápido. Repetir a lição pode ser fatal. E, com isto, vão evoluindo com o andar da música. Bobeou, dançou. O morcego, claro também tem que se aperfeiçoar, senão adeus aos manjares  mariposianos.  A essa evolução conjugada, chamam de coevolução.  Pelo tatalar das asas, as mariposas sabem que é hora de fugir. Mas o predador também aprendeu que deve ter cuidado com o barulho, até chegar a hora de  dar o ataque definitivo. Tanto a mariposa como o morcego, cada um tem seu  "radar natural". Enquanto foge emite sons alertando alguma outra mariposa encantada com o brilho da lâmpada.  E voa em "looping" para dificultar o alcance e fugir mais segura.  Hannah ter Hofstede, um dos pesquisadores disse a BBC: “O que ataca evolui de acordo com as novas defesas da presa. Já a vítima cria cada vez mais formas de se defender. Se medirmos a evolução em grande escala, fica óbvia a mudança que isso causa nas espécies." Há décadas o nosso político não evolui. Mas também sua presa, o eleitor contribuinte, é tão tolo que o político não encontra dificuldade para se alimentar.
Fonte: Jornal do Brasil

ADOLESCENTE TRAVESSA



Laura Dekker, uma adolescente holandesa, 14 anos, falou com o pai e saiu. Mas não foi dar uma voltinha no bairro, sentar na praça, conversar com os amigos, não; a voltinha era em torno do mundo. Mal amanhecia sexta feira e ela  zarpou . Foi sozinha, no seu veleiro. Seu empresário disse com tranquilidade - "Ela partiu". A empresa de audiovisual holandesa MasMedia tem exclusividade da cobertura da travessia e não permitiu que outros registrassem o fato. Não se ficou sequer sabendo de que lugar ela partiria. Ela chegou a Portugal no dia 14 de agosto, procedente da Holanda. Viera pelo mar no seu veleiro Gyppy. Seu pai a acompanhava e ficou em Portugal. Laura tem o objetivo de ser a mais jovem a dar a volta ao mundo solo em um veleiro. Houve muita discussão, batalha judicial, mas terminou conseguindo. Já está no seu terceiro dia da viagem que vai durar até 20 de setembro de 2012.



Escreve o Leitor

O Senador Cristovam Buarque apresentou um projeto de lei propondo que todo político eleito (vereador, prefeito, Deputado, etc.) seja obrigado a colocar os filhos na escola pública. As conseqüências seriam as melhores possíveis.Quando os políticos se virem obrigados a colocar seus filhos na escola pública, a qualidade do ensino no país irá melhorar. E todos sabem das implicações decorrentes do ensino público que temos no Brasil. SE VOCÊ CONCORDA COM A IDÉIA DO SENADOR, DIVULGUE ESSA MENSAG EM. JUSTIFICAÇÃO: No Brasil, os filhos dos dirigentes políticos estudam a educação básica em escolas privadas. Isto mostra, em primeiro lugar, a má qualidade da escola pública brasileira, e, em segundo lugar, o descaso dos dirigentes para com o ensino público. Talvez não haja maior prova do desapreço para com a educação das crianças do povo, do que ter os filhos dos dirigentes brasileiros, salvo raras exceções, estudando em escolas privadas. Esta é uma forma de corrupção discreta da elite dirigente que, ao invés de resolver os problemas nacionais, busca proteger-se contra as tragédias do povo, criando privilégios.Além de deixarem as escolas públicas abandonadas, ao se ampararem nas escolas privadas, as autoridades brasileiras criaram a possibilidade de se beneficiarem de descontos no Imposto de Renda para financiar os custos da educação privada de seus filhos. Pode-se estimar que os 64.810 ocupantes de cargos eleitorais – vereadores, prefeitos e vice-prefeitos, deputados estaduais, federais, senadores e seus suplentes, governadores e vice-governadores, Presidente e Vice-Presidente da República – deduzam um valor total de mais de 150 milhões de reais nas suas respectivas declarações de imposto de renda, com o fim de financiar a escola privada de seus filhos alcançando a dedução de R$ 2.373,84 inclusive no exterior. Considerando apenas um dependente por ocupante de cargo eleitorais. ( Marlene Ribas Rodrigues, por e-mail)

Divulgamos com muito gosto seu email. O projeto é de 2007, veja como esta turma é resistente.


CLASSIFICADOS


INGLÊS, FRANCÊS E ESPANHOL: Desde o ba, bá. Para iniciantes, conversação, tradução. Tudo com método próprio. Falar com a Profª Fatima, Rua Onze, nº 373 - Jardim Veneza. Tel: 3346 5080

VENDE-SE UMA CASA - Uma casa no Bairro do Monte Castelo. Duplex com 4 suítes, 2 salas e mais dependências. Tel.: (24) 3350 2209

VENDE-SE : Cama de casal, Sofá de canto e Mesa de centro - tel.: (24) 3346 7447 e (24) 8832 7447

MANICURE, PEDICURE E DEPILAÇÃO: Fale com a Rose. Ligue e marque hora. Atendimento a domicilio e dos bons. Tel.: (24) 9911 4089 ou (24) 8836 3698 - Falar com a Rose

JARDINAGEM: Para serviços de capina, poda de árvores ou jardinagem fale com Oliveira - Tel.: 9971 2869 ou 3337 0792

LAVA JATO: Lava carros externa e internamente. Rua 5, n 113, casa 1. Falar com Vitor Junior, Tel.: (24) 8829 9813

PRO-VI-SOL : Projeto de Vida Solidária - Saúde da Mente. Terças feiras das 14h às 15h e 30min. Nova turma em formação do Primeiro Nível. Sede da Associação de Moradores da Barreira Cravo

ENCONTRO DE LEITURA: Ligado ao Pro-Vi-Sol, segundas feiras, das 19h e 30min às 21h. Sede Associação de Moradores da Barreira Cravo

AULAS DE REFORÇO: Português, Literatura, Inglês, Matemática, Química, desde o Ensino Fundamental. Manhã e Noite. San Remo. Tel.: 3337 3692 e Cel 9911 1378. Professora Luciana.

PIZZA DELIVERY : Pizza R$ 15,90 por unidade. Sabores de Mussarela, Calabreza, Quatro Queijos, Marguerita, Frango com Catupiry. De terça a domingo. Tel.: 3348 6973

BUFFET - Fica pertinho da Barreira Cravo, ali em Niterói. Tem tudo: Decoração com bolas, ornamentação de festas e aluguel de salão. Av.:Sávio Gama, n 159 - Niterói. Volta Redonda. Rio de Janeiro. Tel.: 3346 9409 ou Cel 9219 6590

COMIDA JAPONESA: Não é só feijão, arroz, couve e torresmo que é bom não; comida japonesa também. De terça a domingo de 18h às 23h. Entregamos em domicílio. Experimente. Av.:Sávio Gama, n 159 - Niterói. Volta Redonda. Rio de Janeiro. Tel.: 3346 9409 ou Cel 9219 6590

APARELHAGEM DE SOM: Vende-se - Equalizador Behring, 2 ex alto falantes 15", Rack Oneal, Mesa Som Oneal, Filtro de linha Oneal, amplificador Oneal, Twiter e Driver, 2 Tripé para caixa de som, Microfone Glove, 2 tripé para microfone. Tudo com manual e Nota Fiscal. Cel.: 9947 7509 ou Tel.: 3346 8387

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

JÁ TIVEMOS NOSSA DILMA

Ex-Prefeito Baltazar
candidato a dep. federal

Neto foi a Dilma Rousseff do Baltazar. Nossa, como eu me lembro! Lembro direitinho.  O Baltazar tinha barba, o Baltazar tinha aprovação popular mas não havia reeleição; o Neto não sabia falar, tinha uma cabeleira cheia e não tinha passado.  O que se sabia dele é que vendia meião e kichute numa galeria da Amaral Peixoto. Parece até que vendia bem. Eu mesmo cheguei a comprar lá uma munhequeira. Não sei. Alguma coisa assim. Mas bom vendedor mesmo foi o Baltazar. Tirou o Neto de trás de um balcão e o levou a Prefeito de Volta Redonda. Hão de contra-argumentar que o Neto era deputado. Eu acho que era mesmo. Mas um deputado que não fala... não falava. Porque agora, na era Lula, Neto maltrata a Gramática com muita coragem. Ele fala Lulês, que é mais fácil do que Português.  Vocês me entendem. Mas eu estava falando que o Baltazar ungiu o Neto. Aí, o Neto contratou uma bandinha de música, uns tres ou quatro sopros, um bumbo, mais uma outra coisa que faz barulho e saíam pela rua tocando e cantando "Mamãe eu quero/ mamãe eu quero/ mamãe eu quero mamar...". Até o Vereador Paiva também ia. Tenho que dar este testemunho - Paiva era o que cantava mais alto. De longe eu ouvia a voz dele cantando. Quando os músicos iam parando para descansar, ele gritava "BIS!!!"  Quando a gente ouvia aquela música "Mamãe eu quero..." todo mundo já sabia que era a turma do Neto que tava chegando. Tinha gente até que trancava a porta e fechava as janelas. 

PAIVA, O CAMBONO DO PREFEITO

Vereador Paiva sorrindo

Esse negócio de Orçamento Participativo há muito tempo não funciona mais. Até hoje América Teresa reúne os moradores aqui do Barreira Cravo para tirar a pauta de obras que o bairro precisa. A isto chamam de orçamento participativo. À reunião vai ela e mais um. Sempre tem um morador novo no bairro que ainda não sabe das coisas. Ah, ia me esquecendo, vai também a secretária para anotar na ata - não houve reunião por falta de quorum. Fui a uma dessas reuniões, naquele tempo em que iam cinco pessoas. Aprovamos uma cerca em volta do Rio Paraíba.  Foi tudo aprovado e a cerca não veio, não veio satisfação... e o assunto morreu. O ânimo com a participação morreu. Talvez até por desaforo é que a própria prefeitura contruiu a sede da defesa civil dentro do rio. Te esconjuro! Ninguém fala mais em Orçamento Participativo. Ninguém, uma vírgula! O Vereador Paiva fala. Eu li bem no blog do Sérgio Boechat que vereador fez aprovar na Câmara Municipal um Projeto de Resolução, introduzindo alterações no Orçamento Participativo. Tinha dois homens assistindo a seção e um falou bem assim para o outro: "Será que o Paiva não sabe que o Orçamento Participativo morreu?"  E o outro falou: "É... O Paiva é gozado". Muito estranho mesmo. Aí o Sérgio Boechat também estranhou. E estranhou muito mais ainda. É que projeto de resolução só tem valor dentro da câmara municipal; para que funcionasse tinha que ser projeto de lei. Tá lá no blog, explicadinho.  O Paiva às vezes se faz de doente para ser visitado. O  Neto é cheio de armação. Oh, desculpe-me. O Neto, não; o Paiva. Eu às vezes confundo os dois. Acho até que há vezes que eles mesmos se confundem.

Foto: Foco Regional

PRESIDENTE ELEITO PELOS
INDECISOS E  VOLÚVEIS


Luis Gonzales, João Santana e Paulo Capobianco são os domadores e vêm aí com os seus bichinhos amestrados, respectivamente Serra, Dilma e Marina. Vão ter que trabalhar duro para convencer esta turma de indecisos e volúveis, o fiel da balança eleitoral. Mas que não venham com este negócio de pedir a patinha esquerda, de pedir para rolar no chão, nem de ficar em pé só nas patinhas trazeiras. Nem tampouco equilibrar bola no focinho feito as focas, nem saltar de trapézio em trapézio como os símios. Isto é muito manjado, não vai comover esses letárgicos, não.  As gracinhas da Dilma não comovem: "Eu serei a mãezona de vocês!" Sai fora! O Serra diz, "criarei o ministério da segurança". Mas já tem o ministério da justiça. Não precisa criar genérico. A Marina fala "Eu sou Silva igual ao Lula". E daí? Só se for pra matar a Dilma de ciúmes. Pensei até em comprar milho para pipocas e um bule maior para o café, sentar em frente da televisão e ver as pantomimas dos bonecos do ventríloquo. Ver a criatividade deles. É que chegou um circo novo aqui na cidade e eu acho que o espetáculo lá vai ser muito melhor.
Ilustração: google.com.br

DO JEITO QUE A COISA VAI CHEGAREMOS A QUARTA IDADE


Vai longe o tempo das velhinhas que só faziam tricô e velhinhos aborrecidos nas cadeiras de balanço. Hoje, até os remédios estão mudados. Essa turma está trocando chazinhos da vovó por atividade física. Os médicos também já viram os seus bons resultados e os recomendam como adjutório - "Você tem que se exercitar!" A Unifesp pagou pra ver. Juntou 271 sexagenárias para avaliação. Era um grupo heterogêno onde havia mulheres saudáveis e até portadoras de doenças crônicas como hipertensão e diabetes. Aí, com um questionário foram classificando a turma. "Quem faz exercíos para a direita; quem não faz para a esquerda". Aí saíram medindo batidas, pulsações, isto é, lendo as pessoas por dentro. Resultado, as mais saudáveis eram as que praticavam mais exercícios. Mas isto não quer dizer quanto mais exercícios mais saudáveis. Nada disto. O educador físico Leonardo José da Silva estava eufórico: "O estudo mostra que a atividade física pode estar fazendo um pouco o papel dos remédios". Mas há que se ter cuidado. Exercícios, como os remédios, têm que ter prescrição. A indicação é individual.  Como dizia minha vó: "Não é com tanta sede que se vai ao pote". Cuidado! Se aparecer algum netinho seu, tomando o computador das suas mãos, atirando o controle da televisão pela janela e mandando você se mexer, tira nome dele da sua lista de herdeiros que ele acalma. Não vai no papo dele, não.

OLHA O  LIXO AÍ!!!



Isto não é coisa que se faça. A Alemanha, aquela terra de povinho de olhos verdinhos e louríssimas mandaram aqui pra nós um monte de lixo. Bem feito que eles perderam a copa. Quá, quá, quá... A Receita Federal achou aquela mercadoria muito estranha lá no porto de Rio Grande no Rio Grande do Sul. Parece até que tinha uns urubus voando mais baixo...  Fato é que a Receita Federal falou logo. Eh, eh! Não vai deixar este montão de lixo aqui não! Tá parecendo o Prefeito Neto, lá em Volta Redonda que quer enfiar uma montoeira de lixo dentro de um bairro residencial Santa Cruz. Eu tenho impressão que isto foi idéia do ex-secretário Paiva, porque se fosse com o Neto jogava logo dentro do Rio Paraíba. Mas, voltemos ao Rio Grande do Sul. Embarcaram lá na Alemanha, porto de Hamburgo 22 toneladas de lixo. Destino: Brasil. Deu no que deu. O que deveria ser aparas de polímeros, resíduos industriais reutilizáveis em reciclagem veio mesmo foi lixo doméstico – produtos de limpeza, fraldas descartáveis, e outros resíduos que eu nem vou falar o nome para não sujar a página. A empresa vai ter que levar tudo de volta em 10 dias. Lá em casa, quando mamãe mandava fazer as coisas a gente ia na mesma hora. Caiu muito o poder das autoridades. Com minha mãe não tinha quais, quais... 

foto: O Estado de São Paulo

O REMENDO NOVO E O PANO VELHO

Ministro Paulo Vannuchi e Lula

Paulo Vannuchi, Ministro dos Direitos Humanos, no Brasil, foi duríssimo com Mahmoud Ahmadinejad, presidente do Irã por causa da iraniana Sakineh. Só não o chamou de santo. Também, cá pra nós... Deixa isto para o Lula.  Tá certo que Lula refluiu muito. Até já assinou o apoio as sanções contra o Irã. Eu já ia aplaudindo o ministro quando ele engatou uma ré. Ele falou bem assim que  não via nada de contraditório pelo governo ter aberto diálogos com países que  flagrantemente violam os direitos humanos. Isto é mais ou menos assim como se o governo aceitasse dinheiro do tráfico para construir hospitais, por exemplo. Mas não achou suficiente e emendou com outro remendo. Disse que Lula anda negociando para que a iraniana Sakineh Ashtiani, condenada à morte por apedrejamento no Irã, seja mandada para o Brasil na condição de asilada ou refugiada política. Aí é que tudo enroscou de vez.  Em Cuba, onde há presos políticos ele, Lula, os confundiu com bandidos nas cadeias de São Paulo, agora, Sakineh que é acusada de adultério ele a quer tratar como criminosa política.    

Foto Revista Época

NOMES DA 7ª ARTE
Por Morrison

FRITZ LANG

Cartaz do filme Metropolis
          Filho de um construtor, Friedrich Christian Anton Lang cursou a faculdade de arquitetura, na Universidade de Viena. Depois de viajar e trabalhar em diversos países da Europa, Ásia e norte da África, entre 1919 e 1914, Lang estabeleceu-se em Paris e começou a trabalhar como pintor.

          Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, Lang tornou-se oficial do exército austro-húngaro. Ferido em combate, em 1916, passou a criar roteiros para cinema, principalmente de filmes de terror e de suspense.

          Com o fim da guerra, mudou-se para Berlim para trabalhar com o produtor Erich Pommer. Em 1919, foi lançado o filme "O Gabinete do Dr. Caligari", de Robert Wiene, cujo roteiro foi parcialmente escrito por Lang.

          Entre 1919 e 1920, Lang lançou uma série de filmes intitulados "Die Spinnen", que o tornaram conhecido. O cineasta deu início ao expressionismo alemão, uma estética que dá vazão às reações subjetivas, criadas por objetos e cenários de grande intensidade visual, explorando as distorções e o uso do preto-e-branco.

          Em 1922 estreou "Dr. Marbuse", um estudo sobre uma mente criminosa. Nesse mesmo ano casou-se coma atriz e escritora Thea von Harbou, autora de "Metropolis" - livro que deu origem a um dos filmes mais famosos de Lang. Dois anos depois, realizou "Os Nibelungos", baseado num romance medieval.

          Em 1926, o filme "Metrópolis", que se passa em 2026, estreou como o primeiro filme de ficção científica da história do cinema. Fritz Lang realizou seu primeiro filme sonoro em 1931, "M, o Vampiro de Dusserldorf", a história de um serial killer de crianças.

          Pouco antes de os nazistas tomarem o poder na Alemanha, Lang estreou o filme "O Testamento do Dr. Marbuse", no qual descreve a filosofia nazista. O filme foi proibido. Apesar disto, Lang foi convidado pelos nazistas para dirigir documentários de propaganda política.

          Em vez disso, ele abandonou Berlim e passou a morar em Paris, apesar de sua mulher ter permanecido na Alemanha e aderido ao nazismo. Em 1935, Lang mudou-se para os Estados Unidos, conseguindo cidadania norte-americana.

          No ano seguinte realizou "Fúria", considerado seu melhor filme americano. Realizou ainda alguns outros filmes, como "Almas Perversas", "Desengano" e "Corrupção". Em 1956 abandonou o esquema comercial de Hollywood para voltar a viver na Alemanha, onde dirigiu, em 1960, "Os Mil Olhos do Dr. Marbuse".

          Em 1963, foi convidado pelo cineasta Jean-Luc Godart a desempenhar um papel no filme "O Desprezo". No ano seguinte, já quase cego, presidiu o Festival de Cinema de Cannes. O cineasta voltou a morar nos Estados Unidos, onde passou seus últimos anos. Embora tenha parado de produzir, teve sua filmografia reavaliada pela crítica, passando a ser prestigiado como um dos maiores criadores da história do cinema.















FALA O LEITOR


Mando as frases abaixo para o seu jornal. Por uma questão de direitos autorais, acho bom que se diga que as frases são do Presidente Lula. Um abraço. (Maria Guilhermina) 

a) “Eu gostaria de ter estudado latim, assim eu poderia me comunicar melhor como povo da América Latina.”
b) “A grande maioria de nossas importações vem de fora do país.”
c) “Se não tivermos sucesso, corremos o risco de fracassarmos.”
d“O Holocausto foi um período obsceno na História da nossa nação. Quero dizer, na História deste século. Mas todos vivemos neste século!  Eu não vivi nesse século...”
e) “Uma palavra resume provavelmente a responsabilidade de qualquer governante.
f) “O futuro será melhor amanhã...”
g) “Eu mantenho todas as declarações erradas que fiz...”
h) “Pelotas é uma cidade que exporta viados.”
i) “Um número baixo de votantes é uma indicação de que menas pessoas estão a votar.”
j) “Nós estamos preparados para qualquer imprevisto que possa ocorrer ou não..”
k) “Minha mãe nasceu analfabeta.”
l) “Não é a poluição que está prejudicando o meio-ambiente. São as impurezas no ar e na água que fazem isso.”
m) “É tempo para a raça humana entrar no sistema solar.”

É, Guilhermina, o Lula é realmente um sujeito muito vasto (Elson)

CLASSIFICADOS

INGLÊS, FRANCÊS E ESPANHOL: Desde o ba, bá. Para iniciantes, conversação, tradução. Tudo com método próprio. Falar com a Profª Fatima, Rua Onze, nº 373 - Jardim Veneza. Tel: 3346 5080


VENDE-SE UMA CASA - Uma casa no Bairro do Monte Castelo. Duplex com 4 suítes, 2 salas e mais dependências. Tel.: (24) 3350 2209

VENDE-SE : Cama de casal, Sofá de canto e Mesa de centro - tel.: (24) 3346 7447 e (24) 8832 7447

MANICURE, PEDICURE E DEPILAÇÃO: Fale com a Rose. Ligue e marque hora. Atendimento a domicilio e dos bons. Tel.: (24) 9911 4089 ou (24) 8836 3698 - Falar com a Rose

JARDINAGEM: Para serviços de capina, poda de árvores ou jardinagem fale com Oliveira - Tel.: 9971 2869 ou 3337 0792

LAVA JATO: Lava carros externa e internamente. Rua 5, n 113, casa 1. Falar com Vitor Junior, Tel.: (24) 8829 9813

PRO-VI-SOL : Projeto de Vida Solidária - Saúde da Mente. Terças feiras das 14h às 15h e 30min. Nova turma em formação do Primeiro Nível. Sede da Associação de Moradores da Barreira Cravo

ENCONTRO DE LEITURA: Ligado ao Pro-Vi-Sol, segundas feiras, das 19h e 30min às 21h. Sede Associação de Moradores da Barreira Cravo

AULAS DE REFORÇO: Português, Literatura, Inglês, Matemática, Química, desde o Ensino Fundamental. Manhã e Noite. San Remo. Tel.: 3337 3692 e Cel 9911 1378. Professora Luciana.

PIZZA DELIVERY : Pizza R$ 15,90 por unidade. Sabores de Mussarela, Calabreza, Quatro Queijos, Marguerita, Frango com Catupiry. De terça a domingo. Tel.: 3348 6973

BUFFET - Fica pertinho da Barreira Cravo, ali em Niterói. Tem tudo: Decoração com bolas, ornamentação de festas e aluguel de salão. Av.:Sávio Gama, n 159 - Niterói. Volta Redonda. Rio de Janeiro. Tel.: 3346 9409 ou Cel 9219 6590

COMIDA JAPONESA: Não é só feijão, arroz, couve e torresmo que é bom não; comida japonesa também. De terça a domingo de 18h às 23h. Entregamos em domicílio. Experimente. Av.:Sávio Gama, n 159 - Niterói. Volta Redonda. Rio de Janeiro. Tel.: 3346 9409 ou Cel 9219 6590

APARELHAGEM DE SOM: Vende-se - Equalizador Behring, 2 ex alto falantes 15", Rack Oneal, Mesa Som Oneal, Filtro de linha Oneal, amplificador Oneal, Twiter e Driver, 2 Tripé para caixa de som, Microfone Glove, 2 tripé para microfone. Tudo com manual e Nota Fiscal. Cel.: 9947 7509 ou Tel.: 3346 8387

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

QUEM SABE AINDA SOU UMA GAROTINHA?



Marina Silva foi ministra de Lula por seis anos. Mais tempo do que um curso universitário. Saiu do Partido como quem abandonasse uma profissão depois de formado. Pra que tanto investimento, meu Deus? Resistira ao mensalão, desdenhara do dinheiro na cueca, perdoara aos aloprados. Tudo como uma mãe relapsa, uma irmã conivente. Viu todos, todos passarem no corredor do linxamento e os saudava - coragem, irmãos!  Mas tinha gente com o estômago mais fraco. Gente que  Tapava o nariz e saía correndo para outros ares. Foi assim, com Heloisa Helena, Luciana Genro, Flávio Arns, Fernando Gabeira...  tanta gente que deu pra fundar um outro partido e fortalecer outros. Mas Marina era muito família. Foi ficando. De vez em quando, a arrastava para um passeio. E por onde ela passava ouvia : "Marina presidente! Marina presidente! Marina presidente!" Aquilo, a enchia de vento. Às vezes, pegava-se sozinha dizendo "Vou ser presidente". Mas o Presidente que era bom não falava nada. Um dia a ansiedade a atropelou. Mirou-se no espelho e perguntou: "Existe, espelho meu, alguém mais querida do que eu?" E o espelho respondeu - Existe, é a Dilma Rousseff. Mas Dilma era uma noviça no partido. Andara por aí, brincando de guerrilha, metida em outros buracos... Ela conhece o Evangelho e viu ali o remake do Filho Pródigo. Marina juntou seus paninhos, pôs tudo numa mala, devolveu a chave ao senhorio e disse eu vou ser presidente. Chegou no PV. Mudou o discurso do partido, mudou a posição do partido. Só não perdeu o jeito de petista. Está assim como a garrafa que leva querosene. Você pode lavar, lavar, lavar que nunca mais perde o cheiro.
FOTO: O Estado de São Paulo 

O CAPIM ELEFANTE E A ENERGIA ELÉTRICA



Dinheiro como capim. Esta expressão queria dizer  muito dinheiro. Outros diziam, dinheiro é mato, que era a mesma coisa. O que não se imaginava é que , um dia,  uma moita de capim viesse a ser  a carteira recheada.  É o que se dá com o capim elefante, que dignificou a espécie.  O que é o dinheiro!  E olha que por muitas décadas o capim elefante servira somente como forragem.  Agora, boi vai comê-lo só em datas especiais, se comê-lo de novo.  Deus queira que não, mas há sempre os aproveitadores. Quem sabe um dia, assim como sobe o álcool, a gasolina... coitadinhos dos carroceiros.  Essa gente é atentada! Mas o que vale mesmo é o capim elefante. Capim resistente à seca e se desenvolve nos terrenos mais pobres. Não precisa de aguar nem de menores cuidados. Cresce que só vendo! Atinge 6m de comprido. os outros capins são uma espécie de capim de segunda de segunda classe. A Inglaterra foi a primeira que percebeu-lhe o jeitão e a possibilidade de promovê-lo a combustível para termelétrica. Depois, seguiram-na  a Áustria e Alemanha. Não obtiveram sucesso. No Brasil,  Paulo Putterman, pesquisador brasileiro, mestre em biotecnologia, chegou lá. O capim é plantado, colhido, triturado e incinerado numa caldeira que abastece um gerador.  Pronto. Estava ali  uma termelética. Procurou  os empresários Luis Felipe D’ávila e Ana Maria Diniz para convencê-los da viabilidade do projeto.  Conseguiu. E num ponto lá a 1 000km de Salvador, S. Desidério, nascia a usina  Sikuê Bioenergya. Pioneira na energia elétrica a partir do capim elefante. E, em junho de 2010, passou a produzir 30 megawatts de energia. O suficiente para abastecer uma cidade de 200 000 habitantes. Nasceu assim o seu primeiro contrato de forneceimento que é  com o Grupo Pão de Açúcar do qual a família de Ana Maria Muniz é sócia e que compra sua energia no mercado livre desde 2001. Deus queira que  não, mas os passeios a charrete vão ficar mais caros.
 

UM  PRESIDENTE CHAMADO KAGAME



A democracia na África custa se firmar. Suas nações foram fundadas sem obedecerem as divisões tribais. As guerras internas são frequentes e dificultam a unidade do poder administrativo.  Em consequencia disto 53 nações africanas enfrentam sempre derramamento de sangue. Em Ruanda, entretanto, desde 1994 não há guerra. A oposição está quase zerada. Baixou ali algum algum filho de Deus? Não; ele tem um método nada acadêmico para silenciar a oposição. A força que Kagame comandava matou 800 000 adversários. Aí, a paz abriu as asas sobre aquele território. De lá para cá ele navega em águas tranquilas. É bem verdade que as marolas sempre surgem. Mas é logo vencida.  Tanto que foi candidato único a presidência e eleito com 92,9% dos votos. Nem precisava, mas força do costume, houve fraude na votação e na apuração.  Cercou nas duas pontas.  Houve gente que votou fora do horário oficial e vigiada. Sozinho, ali, oh.  Quer dizer, sozinho sem Deus. E Kagame ganhou disparado.  Pelo que se vê o pessoal ainda o tem bem vivo na memória o massacre de 94. É duro de esquecer.

NOTA

Bem a propósito dos tempos, um texto de Brecht


O Analfabeto Político


Bertolt Brecht


O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.


O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

RECADO PARA A DILMA





CADÊ O VERDE QUE TAVA AQUI?





Antes, havia aqui muitas,  muitas árvores, sombras para o sol, quando abrasava,  grama e, consequemente, passarinhos. Muitos, muitos, também. Era, portanto, na visão do Prefeito, uma praça morta. Mortinha da Silva. Cabia-lhe, como o comandante mor dessas plagas, soprar-lhe nas ventas o ar da vida. E veio o vendaval arrasador, que arrasta homens, ferramentas, caminhões e sobretudo muito ódio ao verde. Ninguém estrila. Há sempre uma associação de moradores descuidada e uma empreiteira à espera de afagos.  Primeira providência foi a de arrancar as singelas plaquinhas que, em cada canto da praça lhes parecia um mau agouro: "Não pise na grama". Jogaram-nas, longe. Parece até que pisaram nelas. Já devia estar incomodando aquela gente havia algum tempo. No seu lugar, levantaram uma outra muito maior, mais vistosa, mais imponente, mais ao gosto das empreiteiras, mais ao gosto do prefeito. E era pra todo mundo ficar sabendo:  "Revitalização da Praça - 120 dias". E as máquinas pisaram a  grama. Mais do que isso derrubaram as árvores, esburacaram tudo. Levantaram colunas e cimentaram o chão. Haviam marcado a “obra” para 120 dias, mas já se passaram 150 e eles continuam lá empunhando picaretas, enxadas e pás como um fuzil. Estão de quarentena, talvez. Muito atentos, vigiam, quem sabe, algum matinho renitente que ouse dar as caras de novo.

E VIVA O VERDE !



Se, de frente a sua casa, houver uma árvores arrebentando a calçada, e se ajeitando para levantar seu imóvel, você tem duas coisas a fazer: Ficar a favor da sua residência ou do lado da árvore.  Para cortá-la só com autorização da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. São intransigentes defensores do verde. Aí, ela examina tudo, tudinho. Tim-tim-por-tim-tim. E sempre olhando o solicitante como um feroz inimigo do verde.  Mas conversa-vai, conversa-vem,  vão se conhecendo e, se for o caso, autorizam o pedido.   Eles são muito ciosos na defesa do verde. Concedida a autorização, você providencia o corte. Mas não fica só aí, não. Vai ter que colocar uma outra arvorezinha no lugar daquela.  E acompanhar seu crescimento, aguá-la normalmente, correr com as formigas e tal. Você assina o compromisso. Parece até que dia sim, dia não eles passam para ver se a nova arvorezinha está bem tratada. Já o prefeito, não. Chega numa praça, derruba árvores. Arranca ali uma plaquinha que pedia quase por misericórdia: "Não pise na grama". Ele nem a vê; passa impiedosamente por cima dela. Arranca tudo e manda cimentar.  Isto sem contar as touceiras de bambu que ele mandou arrancar para fazer a sede da Defesa Civil.  Depois, mandou arrancar mais para a churrasqueira.  Pra que churrasqueira no local de trabalho? Só se for para espantar as capivaras. E se eu fosse elas fugia  mesmo.


ELEITORADO FEMININO



Em Volta Redonda, há mais eleitores femininos do que masculinos. Tem gente  de olhos postos nisto. E a Associação de Mulheres Beth Lobo, também. É uma força. Candidato pra ganhar esses votos vai ter que passar um batom nas suas propostas. Maria Therezinha, presidente da associação, foi até ao jornal Diário do Vale alertar as incautas:  "... os candidatos que não oferecem – como propostas – políticas voltadas para o público feminino correm na contra-mão de serem eleitos”. Então tá! Deixem para lá as criancinhas, os velhinhos e quantos outros inhos hajam. Farinha pouca meu pirão primeiro. É a Lei de Muricy - Cada um cuida de si. Que forma cruel essa  de ver a sociedade em camadas. A que camada o senhor pertence, por favor? A moça me perguntaria no guichet. Será mesmo bom  leis que protejam as mulheres, leis que protejam os homossexuais, leis que protejam os negros, leis que protejam os idosos, leis que protejam os índios, leis que protejam os obesos...? E como ficarão os magros? Os estrábicos? Os gagos? E os Torcedores do Madureira Futebol Clube? É. Este povo gosta muito de fazer lei.  Uma lei contra a violência bastava. Seria como um imenso guarda chuva e a gente, eu, meu vizinho e o que cata recicláveis no bar, todos ali debaixo do mesmo guarda-chuva.  Eia!  Mais fácil, mais eficaz. É nesse emaranhado de leis que a administração se perde. E leva a gente junto.  Agora mesmo estamos vivendo isto. O governo proibe as palmadas nas criancinhas mas caminha para aprovar o aborto. Brincar fazer leis dá nisso. 

foto: colerica.files.wordpress
A PIRATARIA DO PT


Lembra que o Lula assistiu a "Os dois filhos de Francisco" por uma cópia piratiada? Pois é. Zezé de Camargo e Luciano ficaram vendendo azeite. Lula disse que não sabia e tudo se resolveu. Foi logo no começo do governo dele. Bem no comecinho. Acho até que foi a primeira vez que ele disse - "eu não sabia." Foi sim. Agora, o PT tá pertinho de repetir o Presidente. Exemplos, bons ou ruins, sempre se  copia. É que a Folha de São Paulo já registrou dez prefeituras petistas exibindo "Lula, o Filho do Brasil" em praça pública. Tem lugar aí que pra segurar os espectadores até distribuiu pipocas. O produtor  Luís Carlos Barreto disse que isso ocorria sem sua autorização:se: “É possível que pessoas estejam utilizando cópias do DVD e promovendo exibições. Isso é ilegal, e pode ser caracterizado como pirataria”.  O filme conta a história de Lula até 1980. Não sei porque vieram só até aí. Tinha tanta coisa pra contar -  o mensalão, os aloprados, o dinheiro na cueca... E, depois, o pessoal gosta de filme policial.  Mas acho que não contaram tudo pra criança também poder assistir. Tá certo. A produção torrou 12 milhões de reais. Tudo colaboração de empreiteiras. E rendeu 7 milhões. Agora, sinceramente, se fosse um filme policial... puxa, tinha tudo pra ser... Não ia nem precisar distribuir pipocas. Uma pena...
fonte: A Folha de São Paulo

LULA E O DRIBLE DA VACA



Olha, se demora mais um ano, ninguém ia querer apoio de Lula, não. Está de morro abaixo a popularidade do moço. Até meninos carentes lhe dão o drible da vaca.  Foi assim com Leandro dos Santos de Paula, morador no conjunto Nelson Mandela, em Manguinhos. O menino gravou em vídeo um encontro de 72 segundos com Sérgio Cabral e Lula. Os dois de olhos postos nas estrelas nem viram que eram filmados. O menino reclamou que na área esportiva que eles tinham construído não se podia jogar tênis. Lula passou-lhe uma reprimenda: "Isso é esporte da burguesia, porra". E chegou até a espalmar a mão. Mas aí se lembrou que ele próprio já tinha proibido a palmada. Senão, ah, Leandrinho..  Ainda bem. Fernando Meligeni quase não acreditou quando viu aquela coisa feia no youtube. Deprimente foi o adjetivo que ele encontrou para a declaração do presidente. Aí, foi pro twitter e começou a twittar. Em um dia, 30 mil adesões.  Ele quer que o presidente pessa desculpa aos tenistas. Então, "os burgueses" vencem torneios e eles "correm para sair na foto". Pô, o Lula está exagerando, os ex-tenistas brasileiros Gustavo Kuerten e Jaime Oncins, não vieram de famílias ricas, não. É. E tem outra. Em duas semanas, twittado duas vezes. Cala a boca, Galvão!


NAOMI DE NOVO




Naomi, uma carreira eletrizante do começo ao fim.  Começou aos 15 anos e aos 20 era capa da Elle. Agora que se despede da ribalta sai cheia de manchetes e holofotes. Em 1997, Naomi tonteou o então ditador da Nigéria, Charles Taylor. E, agora, 13 anos depois, é que lhe dá o soco definitivo. Acostumado a sérios entreveros Charles dobrou os joelhos ao ver a moça. Prometeu-lhe, sem mais nem menos, um diamante. E saiu às pressas para arranjá-lo. Se roubou, se matou para consegui-lo não se sabe. Mas, tratando-se de quem é, qualquer suposição é válida. O moço foi capaz de muito mais. Estava acostumado a amputar mãos e pernas dos seus adversários em Serra Leoa, e ainda roubar-lhes o diamante. Foram 10 anos de guerra. Conheceu Naomi Campbell num jantar na casa de Nelson Mandela. Foi lá o encanto; foi lá a promessa. Hoje, 13  anos depois, vai a modelo responder se Charles cumprira o prometido. E quem quer saber não é um Nelson Rubens, uma Sônia Abrão. Nada de fofocas de TV. Quem quer saber é o  Tribunal de Haia. Charles está preso por aquelas tantas crueldades em Serra Leoa. Entretanto, alega que nunca sequer vira um diamante. Nem um. Viu! Não viu! Aí se lembraram da Naomi. Na semana passada, ela foi lá. E da mesma forma que recebera um diamante bruto, deixou uma verdade para ser burilada. Disse apenas,  que, após aquele jantar , recebera a visita de um homem que lhe entregara "umas pedras sujas". O moço falou que era um presente e sumiu. Sumiu. No outro dia, ela as entregou para  Jeremy Ratcliffe, ex-presidente do Fundo Nelson Mandela para Crianças, como doação. A atriz americana Mia Farrow, e Carole White confirmaram que era diamante sim e que fora dado por Taylor. Jeremy Ratcliffe, após o depoimento de Naomi, entregou aquelas mesmas pedras à polícia.  Disse que ficara com as pedras por todos esses 13 anos por não saber o que fazer com elas para proteger a reputação da organização, de Nelson Mandela e da supermodelo. Um fim de carreira em grande estilo.


NOMES DA 7ª ARTE

Por Morrison
SAUL BASS



          Saul Bass nasceu em 8 de maio de 1920, em Nova York. Estudou na Art Student League em Manhattan. Ele começou seu trabalho em Hollywood fazendo anúncios para cinema, até que colaborou com o cineasta Otto Preminger para projetar o cartaz do filme Carmen Jones em 1954. Preminger ficou tão impressionado com o trabalho de Bass que pediu para produzir a sequência de títulos do filme. Bass viu a oportunidade de criar algo mais do que uma simples seqüência, poderia criar algo que, em última instância, melhoraria a experiência do público e contribuiria para o humor e o tema do filme. Ele foi um dos primeiros a perceber o potencial criativo da abertura e encerramento dos créditos de um filme.
         Saul Bass foi revolucionário. Depois de Carmen Jones, suas sequências de créditos e cartazes para filmes de grandes diretores de Hollywood foram marcos, depois dele, o tratamento com o visual e direção de arte dos filmes mudou. Seu trabalho é atemporal e muitas de suas criações persistem até hoje, inclusive identidades visuais desenvolvidas para grandes corporações multinacionais.
          Talvez sua abertura mais conhecida sejam os créditos iniciais em animação de papel recortado de um viciado em heroína — do filme dirigido por Otto Preminger O homem do braço de ouro (1955). Os créditos iniciais de Psicose (1960), de Alfred Hitchcock, são indissociáveis da música tema do filme, composta por Bernard Hermann. Toda a movimentação na tela é casada com a música.
          Alguns designers parecem dominar o mundo silenciosamente, você pode não conhecê-lo, mas certamente conhece seu trabalho. Sua obra pode ser vista na televisão, DVDs, aeroportos, supermercados, revistas, esquinas, toda parte. Sua genialidade está impressa em pôsteres de cinema, créditos de filmes clássicos, logomarcas de empresas multinacionais e postos de gasolina. Morreu em Los Angeles em 25 de Abriu de 1996.













 Meus Hai-Kais


Digo com sinceridade
Que muito há de mentiras
Em cada amor de verdade


Como diz o Datena, me ajuda, aí, ô! Aqui em Niterói choveu por dois dias inteiros, em abril. A gente ainda não estava conformado com a tragédia de Angra dos Reis e ela voltava de novo a atacar os fluminenses. Foi muito triste. Niterói foi foto de capa de muitos jornais.  150 famílias ficaram sem casa e estão em albergues até hoje. No dia até autoridades choraram. Hoje, já puseram um riso na cara e nem se lembram mais da tragédia. Ajuda aí a falar pro povão que eles não cumpriram as promessas. (Humberto Franco - Niterói/RJ)

Está aí seu email, Humberto. Pode crer. Ainda mais com este sobrenome de Franco. Vou até repetir o seu recado: POVÃO, OLHA ESSES CARAS AÍ DE NITERÓI E DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO QUE NÃO CUMPREM PROMESSAS! ESCORRAÇA ELES (Elson) 

Acho muito legal e interessante seus documentários, eu te parabenizo por isso, mas acho que você poderia aproveitar para jogar na mídia agumas tiradas de todos os futuros candidatos, ou até mesmo abrir uma coluna especial para sabermos quem é quem nesta salada de pretendentes a políticos, os famosos vidas fáceis, dinheiro no mole sem fazer nada. Pois a quantidade de candidatos esta imensa e de nomes de pessoas que nunca vimos e outras de safados tentando voltar ou continuar se dando bem. Um abraço e até a próxima... (Sofia Vianne)

É Sofia, a coisa tá feia. Vamos fazer o possível. Tem muitos candidatos e quase todos de cara lavada, mas a ficha... E, pior ainda, já fui visitado até por candidato a candidato. Um abraço. (Elson)


Elson: adoro seus textos; eles trazem a fina, necessária e inteligente ironia dos leitores críticos - e, durante esta semana, dinamizarão a leitura dos que clicarem no meu Na Mira do Leitor. (Doralice Araújo)


É Doralice, a gente se esforça. Que bom ter você como leitora. Agora, pra quem não sabe, dá um pulo lá no Mira do Leitor. Tem um punhado de coisas boas. (Elson)

Caro colunista ...não é somente o seu amigo que fica num estado catatônico com as coisa que acontecem . E acho que nem água com açúcar adianta . Dá até vontade de votar na vaca apesar do "pum". Posso dizer com certeza que na fantoche eu não voto. (Bolivar, Rua11 )


Meu caro Bolivar acho até que a indicação não é das piores. Pelo menos o "pum" da vaca não fede. (Elson)
 

CLASSIFICADOS

INGLÊS, FRANCÊS E ESPANHOL:  Desde o ba, bá. Para iniciantes, conversação, tradução. Tudo com método próprio. Falar com a Profª Fatima, Rua Onze, nº 373 - Jardim Veneza. Tel>: 3346 5080

VENDE-SE UMA CASA - Uma casa no Bairro do Monte Castelo. Duplex com 4 suítes, 2 salas e mais dependências. Tel.: (24) 3350 2209


VENDE-SE : Cama de casal, Sofá de canto e Mesa de centro - tel.: (24) 3346 7447 e (24) 8832 7447

MANICURE, PEDICURE E DEPILAÇÃO: Fale com a Rose. Ligue e marque hora. Atendimento a domicilio e dos bons. Tel.: (24) 9911 4089 ou (24) 8836 3698 - Falar com a Rose

JARDINAGEM: Para serviços de capina, poda de árvores ou jardinagem fale com Oliveira - Tel.: 9971 2869 ou 3337 0792

LAVA JATO: Lava carros externa e internamente. Rua 5, n 113, casa 1. Falar com Vitor Junior, Tel.: (24) 8829 9813

PRO-VI-SOL : Projeto de Vida Solidária - Saúde da Mente. Terças feiras das 14h às 15h e 30min. Nova turma em formação do Primeiro Nível. Sede da Associação de Moradores da Barreira Cravo

ENCONTRO DE LEITURA: Ligado ao Pro-Vi-Sol, segundas feiras, das 19h e 30min às 21h. Sede Associação de Moradores da Barreira Cravo

AULAS DE REFORÇO: Português, Literatura, Inglês, Matemática, Química, desde o Ensino Fundamental. Manhã e Noite. San Remo. Tel.: 3337 3692 e Cel 9911 1378. Professora Luciana.

PIZZA DELIVERY : Pizza R$ 15,90 por unidade. Sabores de Mussarela, Calabreza, Quatro Queijos, Marguerita, Frango com Catupiry. De terça a domingo. Tel.: 3348 6973

BUFFET - Fica pertinho da Barreira Cravo, ali em Niterói. Tem tudo: Decoração com bolas, ornamentação de festas e aluguel de salão. Av.:Sávio Gama, n 159 - Niterói. Volta Redonda. Rio de Janeiro. Tel.: 3346 9409 ou Cel 9219 6590

COMIDA JAPONESA: Não é só feijão, arroz, couve e torresmo que é bom não; comida japonesa também. De terça a domingo de 18h às 23h. Entregamos em domicílio. Experimente. Av.:Sávio Gama, n 159 - Niterói. Volta Redonda. Rio de Janeiro. Tel.: 3346 9409 ou Cel 9219 6590

APARELHAGEM DE SOM: Vende-se - Equalizador Behring, 2 ex alto falantes 15", Rack Oneal, Mesa Som Oneal, Filtro de linha Oneal, amplificador Oneal, Twiter e Driver, 2 Tripé para caixa de som, Microfone Glove, 2 tripé para microfone. Tudo com manual e Nota Fiscal. Cel.: 9947 7509 ou Tel.: 3346 8387