segunda-feira, 30 de maio de 2011

TUDO O QUE SEU MESTRE MANDAR... FAREMOS TODOS

José Renato, futuro dono do PT-BM


Barra Mansa. O PT, em Volta Redonda está mais morto que vivo. Se o Prefeito Neto mandar desligarem-se os tubos, bau, bau. Nas eleições presidenciais, já vinha meio assim. Tanto que a Marina, sem partido, sem militância, sem dinheiro, sem propaganda, sem votos, ganhou no primeiro turno. E a Dilma só não perdeu também o segundo turno porque o outro era o Serra. Agora, a grande ambição política do PT-VR é indicar o vice do Neto, ou do seu preposto. Convenhamos que não vai ser fácil. O Neto não vai ceder um lugar na fotografia assim tão fácil, não, sem um toma lá dá cá. E o PT-VR, sinceramente, não tem nada para dar ao Neto que já não seja dele. Poderiam pensar no Paiva. Mas o Paiva já é do Neto. O Lincoln Botelho, o Zezinho da Ética, e Aparecida Paraíso, também. Zezinho parece até que tem plaquinha de patrimônio. Não tenho certeza. Em resumo, o Neto comprou o PT de porteira fechada. E de boca fechada também. Veja que eles já não falam mais. Eles podem ver qualquer coisa que não falam nada. Com o PT de Barra Mansa é pior. Não tem votos e não tem dono. A Inês Pandeló até que tentou arranjar lá, no estado, uma boquinha para o pessoal dela.  Pediu, pediu, pediu uma subsecretaria pro Governador. Mas o Governador não lhe deu ouvidos. Mostrou para ela que o Estado já tem muita gente dependurada até nos lustrea (royalties para Nelson Rodrigues).  Mas conversa não enche barriga. O pessoal dela tá, que tá. Só apertando, só apertando. Coitada, ela bem que se esforça. Enfia alguns no seu gabinete. Mas a turma da boquinha é grande. Por isso, não estranhem se ela se apegar com o Zé Renato, Prefeito de Barra Mansa, conforme se pegou com Deus no seu tempo de igrejeira. A Maria da Penha, presidente do diretório municipal já até comprou um dicionário de antônimos. Precisa inverter seus discursos. Ela nem chama mais o Prefeito de Zé; ela diz Senhor José.



Querida, encolheram a Dilma! No discurso pós-eleição, ela  agradeceu penhoradamente aos seus três porquinhos – Dutra, Cardoso e Palocci- pelos esforços a ela dedicados. Cardoso deu estridentes gargalhadas assumindo o seu papel de porco.  Que coisa! Palocci não estava na reunião, mas consta nos anais da pocilga que sorriu também. Há fontes não oficiais, entretanto, que garantem que ele ria era por outra coisa. Coisa de milhões de reais. Mas parece que nem a Dona da Porcada não sabia disto. Até que explodiu. E trouxe consigo a insubordinação do PMDB  querendo isso e aquilo e a Dilma querendo dar isso e negar aquilo;  a bancada evangélica estrilando contra o kit anti-homofobia e o Código Florestal de viés. Era uma casa de mãe joana. Palocci pegou o telefone e mandou o Michel Temer sossegar sua turma com pena de exonerar ministros do PMDB. Temer responde que então o PMDB sai todo do governo. Palocci sente que deu um fora. Dilma petrificada. Petrificada como um poste. Realizava-se a professia. Na campanha já diziam Lula vai eleger um poste. Na campanha diziam que ela era um poste e agora confirmava o ditado vox populi vox dei.  Aí, Lula instalou um  bunker na residência oficial de José Sarney e juntaram-se a eles Romero Jucá e Renan Calheiros. Um dia encontraremos a caixa preta desse encontro. O que se sabe é que o PMDB terá satisfeitas suas reivindicações, que a Dilma teve que engolir o kit anti-homofobia que seu próprio governo fizera e que  não se mexerá com o Palocci.



Vem aí a nova carteira de identidade. E sugiro que se coloque nela mais um outro número - o do tamanho do telêmero do portador. Num breve futuro será de grande valia. Sobretudo para concessões de financiamentos. Quanto maior o telêmero, mais longo o prazo para o pagamento da dívida.   A Life Lenght é que inventou essa história.  Eu explico. Esta empresa criou um  exame de sangue que mede o telêmero de cada um. Os telêmeros são como tampas nas extremidades do cromossomo, uma forma de proteção similar as das pontas dos cadarços de sapatos, tênis. É por ali que se vê o ritmo de envelhecimento e quanto resta de vida pra cada pessoa.  Uma velocidade maior que o padrão indica um erro no estilo de vida ou algum mal de  saúde. Stress, doenças cardiovasculares, obesidade,  obesidade e Alzheimer estão diretamente ligados a presença de telêmeros menores.
 
 
 
O Brasil que se peque com tudo que é santo. Talvez, nem precise ir muito longe buscá-los. Agora, com a beatificação da baiana Irmã Dulce, o Brasil aumentou para 38 os nossos candidatos a santos. Resta-lhes apenas um degrau para alcançarem a santidade reconhecida pelo  Vaticano. Sãoo tres os degraus para a santificação -  o de servos, o de venerados, o de beatos e, por fim, santos. Freira Célia Carodin, responsável pelas causas dos únicos santos brasileiros: Frei Galvão e Madre Paulina que nasceu na Itália e viveu no Brasil, avalia que tomando-se esses tres estágios, haja mais do que 70 candidatos brasileiros à santidade. 



 
Bento XVI fechou o mosteiro Basílica da Santa Cruz de Jerusalém. Há muito se dizia que era mosteiro só no nome. Em Roma onde estava localizado muito se falava das suas irregularidades. Declarações do Vaticano não foram muito claras. Disseram que ali havia problemas litúrgicos e financeiros e um estilo de vida incompatível com o de monges. O mosteiro era chefiado pelo padre Simone Fioraso, ex-estilista de Milão. Desde que ali chegara restaurou o convento e abriu nele um hotel com serviço de limusine. Uma de suas atrações era a de Anna Nobili, ex-dançarina erótica que virou freira. Em 2009 ela apresentou uma “dança sagrada” em que, diante do altar, segurava um crucifixo e fazia movimentos de “pole dancing”.


NOVA LEI SOBRE PRISÃO




Vamos, inicialmente, a um trecho do artigo de Roberto Pompeu Toledo para a Revista Veja, nesta semana: “        Os casos de Dominique Strauss-Kahn, nos Estados Unidos, e de Antonio Pimenta Neves, no Brasil, ilustram a distância oceânica entre os dois países quanto a esse ponto. Strauss-Kahn, o diretor do Fundo Monetário Internacional e candidato favorito à eleição presidencial francesa do ano que vem, foi arrancado de dentro de um avião; detido; exibido algemado na delegacia de polícia diante dos fotógrafos e das câmeras da TV; levado a um tribunal; novamente exibido; e enfim conduzido a um presídio tudo nas meras 48 horas que se sucederam à denúncia de que praticara violência sexual contra a camareira de um hotel de Nova York. Estava em curso o habitual show com que os americanos lembram que as leis existem para ser observadas, a Justiça para fazê-las valer e a polícia para prender os infratores. Pimenta Neves matou a namorada, Sandra Gomide, em 20 de agosto de 2000; foi preso apenas no mês seguinte; obteve habeas corpus em março de 2001; deixou a cadeia; foi a júri apenas em 2006; condenado a 19 anos de prisão, ganhou o direito de recorrer em liberdade; e em 2008 teve a pena reduzida para quinze anos pelo STJ. Recurso vai, recurso vem, só na semana passada o STF decidiu que era hora de ele ser recolhido à prisão. Durante esse tempo todo, os brasileiros tiveram diante dos olhos um show de impunidade que raros países ofereceriam, ainda mais em.se tratando de assassino confesso”. Bem, isto é parte do que escreveu Pompeu Toledo. Não há quem não peça mais rigor nas penas no Brasil. Entretanto, trilhamos para um caminho totalmente oposto. Veja, abaixo, a carta de um promotor ao jornalista Newton Carlos da Tribuna da Imprensa:


Giovani Ferri

“Caros colegas, após 15 anos de atuação na área criminal estou pensando seriamente em abandonar a área com a nova LEI 12.403/2011 aprovada pelo CONGRESSO NACIONAL e sancionada em 05/05/2011 pela Presidente DILMA ROUSSEFF e pelo Ministro da Justiça JOSÉ EDUARDO CARDOZO.

Quem não é da área, fique sabendo que em 60 dias (05/07/2011) a nova lei entra em vigor e a PRISÃO EM FLAGRANTE E PRISÃO PREVENTIVA SOMENTE OCORRERÃO EM CASOS RARÍSSIMOS, aumentando a impunidade no país. Em tese, somente vai ficar preso quem cometer HOMICÍDIO QUALIFICADO, ESTUPRO, TRÁFICO DE ENTORPECENTES,  LATROCÍNIO etc.

 A nova lei trouxe a exigência de manter a prisão em flagrante ou decretar a prisão preventiva somente em situações excepcionais, prevendo a CONVERSÃO DA PRISÃO EM FLAGRANTE ou SUBSTITUIÇÃO DA PRISÃO PREVENTIVA em 09 tipos de MEDIDAS CAUTELARES praticamente inócuas e sem meios de fiscalização (comparecimento periódico no fórum para justificar suas atividades, proibição de frequentar determinados lugares, afastamento de pessoas, proibição de de se ausentar da comarca onde reside, recolhimento
domiciliar durante a noite, suspensão de exercício de função pública, arbitramento de fiança, internamento em clinica de tratamento e monitoramento eletrônico).

Para quem não é da área, isso significa que crimes como homicídio simples, roubo a mão armada, lesão corporal gravíssima, uso de armas restritas (fuzil, pistola 9 mm, etc.), desvio de dinheiro público, corrupção passiva, peculato, extorsão etc., dificilmente admitirão a PRISÃO PREVENTIVA ou a manutenção da PRISÃO EM FLAGRANTE, pois em todos esses casos será cabível a conversão da prisão em uma das 9 MEDIDAS CAUTELARES acima previstas.

Portanto, nos próximos meses não se assuste se voce encontrar na rua o assaltante que entrou armado em sua casa, o ladrão que roubou seu carro, o criminoso que desviou milhões de reais dos cofres públicos, o bandido que estava circulando com uma pistola 9 mm em via pública etc.

Além disso, a nova lei estendeu a fiança para crimes punidos com até 4 anos de prisão, coisa que não era permitida desde 1940 pelo Código de Processo Penal! Agora, nos crimes de porte de arma de fogo, disparo de arma de fogo, furto simples, receptação, apropriação indébita, homicídio culposo no trânsito, cárcere privado, corrupção de menores, formação de quadrilha, contrabando, armazenamento e transmissão de foto pornográfica de criança,
assédio de criança para fins libidinosos, destruição de bem público, comercialização de produto agrotóxico sem origem, emissão de duplicada falsa, e vários outros crimes punidos com até 4 anos de prisão, ninguém permanece preso (só se for reincidente).

Em todos esses casos o Delegado irá arbitrar fiança diretamente, sem análise do Promotor e do Juiz. Resultado: o criminoso não passará uma noite na cadeia e sairá livre pagando uma fiança que se inicia em 1 salário mínimo!  Esse pode ser o preço do seu carro furtado e vendido no Paraguai, do seu computador receptado, da morte de um parente no trânsito, do assédio de sua filha, daquele que está transportando 1 tonelada de produtos contrabandeados, do cidadão que estava na praça onde seu filho frequenta portando uma arma de fogo, do cidadão que usa um menor de 10 anos para cometer crimes etc.

Em resumo, salvo em crimes gravíssimos, com a entrada em vigor das novas regras, quase ninguém ficará preso após cometer vários tipos de crimes que afetam diariamente a sociedade. Para que não fique qualquer dúvida sobre o que estou dizendo, vejam a lei.



CURIOSIDADES



Cães bomba – Esses animais portadores de bomba foram desenvolvidos pela União Soviética na Segunda Guerra Mundial. Eram utilizados contra o exército alemão. Os cães eram mantidos sem alimentação vários dias enquanto eram adestrados para fazer busca debaixo dos tanques e de veículos. Montava-se junto aos seus corpos cargas de explosivos e detonadores que ativava os explosivos enquanto eles estavam debaixo dos tanques. Em 1942, um grupo de cães se rebelou e causou um caos na frente soviética. Os cães foram então retirados do serviço, mas o treinamento continuou até 1996.




Areópago. Este foi o mais célebre tribuna da Antiguidade. Foi notável a justiça das suas decisões. Estava erguido em Athenas. Este conselho era constituído por membros da aristocracia ateniense. Alguns dos seus membros eram distinguidos com o título de arconte (uma espécie de governante). O nome aerópago significa algo como “Colina de Ares”, uma referência ao deus da guerra grego - Ares. Os membros do areópago eram aristocratas que tinham cumprido função de guerreiros de elite.


 

NOTA: TENHO ENCONTRADO PROBLEMAS PARA POSTAGEM NO BLOGSPOT. ESTAREI  PUBLICANDO, SIMULTANEAMENTE, ESTAS MESMAS POSTAGENS NO ENDEREÇO EM OUTRO BLOG
http://elsonsepulveda.blog.uol.com.br

segunda-feira, 23 de maio de 2011

NO TEMPO DO VENCESLAU

Venceslau Bras
Presidente do Brasil (1914-1918)
O contador não corresponde ao número real de acessos.  É muito maior do que aparece. Mas é menor, muito menor mesmo do que o número de eleitores indignados com o Prefeito Neto na cidade. Por isso, só tende a crescer. Indignados de Volta Redonda, uni-vos! A greve do funcionalismo gorou. Morreu dentro do ovo. Eu, quando vi a Dodora falando que os funcionários iam se unir aos sem terra pensei com os meus botões “lascou”. Dodora com esse discurso pré-Venceslau Brás e o Neto com um comportamento pós-Collor, não ia dar boa coisa. Collor foi o primeiro a avacalhar com o funcionário público, seqüestrar dinheiro alheio e se dar bem assim. O mais era discurso e jogar futebol no fim de semana. Jogou até na seleção e fez um gol de penalty. O Neto também joga bola e dá a Cesar o que é de Cesar e o que não é também. Tudo pós semana moderna. E o trabalhador aí com essa mesma arma de 1917, a primeira greve. Há pouco tempo, os jovens se preparavam para a vida fazendo curso de datilografia. Tinha até formatura. Era meio caminho andado. Os funcionários de escritório se distinguiam assim : Datilógrafo, bom datilógrafo e ótimo datilógrafo. No mais, era fazer as quatro operações com aquelas máquinas Facit. Agora, o  datilógrafo, o bom datilógrafo e o ótimo datilógrafo estão impiedosamente vencidos. Vão ter que se ajustar. A greve,  também.  É inútil puxar o tempo para trás.  Daí, foi muito boa a sugestão de Sérgio Boechat no seu blog. Ele orientou os funcionários a esperar 2012 e mudarem essa história. Pra mim não precisa nem avisar. Tô só esperando. Indignados de Volta Redonda, unamo-nos!



Todos são iguais perante a lei, mas tem uns que são iguaisinhos. Tem que ver! Companheiro é a senha para a entrada no clube. Por isso o ex-militar argentino, Norberto Raul Tozzo se deu mal. Ele estava decididamente do lado certo: do lado do governo. Pertencia a um grupo anti-terrorista, em 1976.  Mas a verdade nunca se acomoda. Vive mudando de lado. Nunca vi nada mais volúvel.  Um dos seus trabalhos deu naquele massacre em Margarita que levou 22 jovens peronistas à morte. Parece até que recebeu medalhas, mas depois o mérito passou. A coisa apertou.  Ele deixou de ser caçador. Virou caça.  Veio parar no Brasil. Mas nem desfez a mala direito. Logo, logo foi preso. É aquela velha história – quem apanha não esquece jamais. Né verdade, funcionalismo municipal? Que nada! É, aí, que o distinto está muitíssimo enganado. Taí, o Cesare Batisti que não me deixa mentir. Foi acusado de terrorismo, na Itália, e condenado por quatro assassinatos, cometidos em 1977. Também se refugiou no Brasil. Em 18 de março de 2007 foi preso no Rio de Janeiro e desde então cumpre prisão preventiva para fins de extradição na penitenciária da Papuda, em Brasilia. Parece até que aprendeu tudo com o Norberto. Só que o Brasil vê diferente: entrega o Norberto mas não entrega o Batisti, nem que a vaca tussa. O STF decidiu pela extradição do argentino. Mas não se pode negar que a concedeu com uma certa piedade. Alertou as tribunais argentinos que Norberto não pode ser condenado à prisão perpétua; sua pena tem que ser no máximo de 30 anos, que é o que corresponde à pena máxima no Brasil. Foi muito bem lembrado este limite. Vai que o Norberto, hoje com 70 anos, resolva viver ainda mais do que 30 anos... aí, ainda poderá gozar um pouquinho de liberdade. 


Folha artificial com células fotovoltaica
Foto Revista Exame

Às vezes, é bom se tirar os olhos do próprio umbigo e olhar em volta. Há inúmeras buscas de obtenção de nova forma de energia. E entre elas não são poucos os que buscam obtê-la por plantas artificiais. Como as folhas naturais, estas deverão também produzir dióxido de carbono a partir da absorção da luz solar. Dessa forma, pensa-se que, em algum dia do futuro, essas folhas poderão estar aquecendo lares e abastecendo carros. Gary Brudyig, professor de química, diz que se a natureza pode produzir a fotossíntese o homem também o poderá. Seu grupo não é o único que busca esse resultado. Brudyig diz que a meta do projeto é criar um sistema em que cada casa tenha a sua própria usina de força.



Gerente do supermercado assaltado
O guru do Méier, Millor Fernandes, diz que o mal do Brasil é que “aqui o crime é organizado e a polícia desorganizada”. E não é que descobriram lá no Mato Grosso uns bandidos, nada, nada terceiro-mundistas, nem emergentes; coisa de primeiro mundo. A polícia só não tirou o chapéu para os bandidos porque isto não é coisa que se faça.  É que ao tomarem depoimentos de um assaltante na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) a polícia descobriu o esquema “Disk Assaltante”. O interessado descobria um lugar bom para ser assaltado – uma casa, um comércio – ligava para esse tele marketing e contratava o serviço. Foi o que fez o açougueiro Wellverson dos Santos Rojão. Com o supermercado da Rede Economica. Contratou o assaltante. Pagou R$ 1500 pelo serviço e ficou com R$ 4 592.



Dengue no hemisfério sul é assunto; no hemisfério norte é atitude. Aqui, a população vive gritando que a Prefeitura faça a limpeza das ruas e das suas áreas próprias. Do outro lado, a Prefeitura manda a gente verificar se existe água acumulada no nosso quintal – um dedal pode ser fatídico. Na Europa, o papo é outro. A Agência Especial Européia (ESA) promove o monitoramento de várias doenças infecciosas tais como a dengue e a malária. Há uma franca intenção de estender esse serviço para outras regiões do mundo. Este sistema, Vetmap, usa imagens obtidas por satélites e compara com dados colhidos na terra por pesquisadores. A idéia é se prevenir bem antes que se consume o risco de proliferação do mosquito.

CURIOSIDADES



Primeira Biblioteca Pública. A Biblioteca Pública do Estado da Bahia, primeira instituição do gênero na América Latina foi criada no aniversário de D. João VI, 13 de maio. Está agora com 200 anos. Hoje ela está instalada num prédio construído em 1970, no bairro dos Barris em Salvador. A instituição já ocupou outras duas sedes que pegaram fogo. Quase todo acervo se perdeu. A criação dessa biblioteca foi a pedido da própria população, que enviou um pedido ao rei.




A Muralha de Adriano. Também conhecida como Vallum Aelium, a Muralha de Adriano é uma fortificação feita com pedra e madeira, situada ao norte da Inglaterra, próximo à Escócia. Seu nome é uma homenagem ao Imperador Adriano, seu construtor. O Império Romano estava em plena expansão mas Adriano compreendeu que era hora de zelar pelo que já fora conquistado. Determinou assim a construção da muralha para proteger-se. A obra foi concluída no ano 126. Cerca de 118 km de extensão, 4,5 m de altura e 2,5m de espessura. Em cima dela havia uma estrada para facilitar a comunicação. Suas ruínas ainda podem ser vistas em alguns pontos.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

VOCE SÓ DANÇA COM ELE



Por meu gosto eu ia falar da Inês Pandeló, do Neto, ou da greve do funcionalismo. Ah, tem ainda o Nilton Almeida. Ontem eu o vi, lá no ponto de ônibus perto da rodoviária. Distinguia-se no meio de estudantes com mochilas, operários com marmitas, mães com meninos birrentos... Quem o visse assim de perfil como eu o vi ia tomá-lo por uma estátua. Um Araribóia, por exemplo. Impávido colosso. Ele só perdeu a pose quando correu esbaforido para pegar o ônibus. Tira a carteirinha de idoso do bolso e o motorista abre-lhe a porta de trás. Não podia perder a condução. Parece que a mulher dele briga quando ele chega atrasado. É... mas tenho que deixar o Nilton Almeida e falar do Zezinho da Ética. Tenho um vizinho que não vai gostar dessa minha escolha: “Você deixar de falar no Nilton Almeida, nosso personagem histórico,  para falar no Zezinho?” E dirá cheio de recordações: “Nilton atirou uma pedra no Presidente João Goulart e qual é a grandeza histórica do Zezinho?” Ele me dirá que o Zezinho foi manso como um cordeiro enquanto era funcionário da CSN. Que não brigou contra a privatização e que não foi sequer a uma assembléia sindical. Diz que o Zezinho era incapaz de levantar a voz contra a CSN. Muito menos a mão. É, mas isto é coisa do passado. Agora, com essa história da D. Helena, a coisa mudou. D. Helena mora numa propriedade da CSN. A CSN entra na Justiça e pede reintegração de posse. A mulher apela pro Zezinho porque sabe que ele é amigo do Neto e o Neto tá de pinimba com a CSN. Inimigo do meu amigo é meu inimigo, ensinava o professor de álgebra. O Zezinho não ia enjeitar uma briga dessas, portanto. Esse ódio que o Zezinho leva dentro de si, não é dele próprio. É um ódio que ele pega emprestado com o Neto.

Ilustração de Millôr Fernandes
O PT virou religião. Tem fiéis, noviços, padres, papa, santos e excomungados. A ex-senadora Serys Slhessarenko lá do Mato Grosso é uma destas. E ela era uma pessoa assim, como diria minha mãe,  que não cheirava, nem fedia. Ficava ali quietinha. Às vezes, respondia um bom dia ou um boa tarde. Foi expulsa. Agora com o Palloci que, há tempos, vem fedendo, ficam cheios de não me toquem. Virou um querubim. Alto posto na hierarquia dos anjos. E, realmente, fez seus milagres. Escapou dos escândalos na Prefeitura de Rio Preto, da freqüência à casa mal recomendada em Brasília e da quebra de sigilo do Francenildo. E agora mais um milagre. A réplica de um milagre do próprio Jesus – a multiplicação do patrimônio. Em quatro anos o fez subir vinte vezes. Em 2006, Palocci  declarou o patrimônio de R$ 375 mil reais, incluindo uma casa de R$ 56 mil. Em 4 anos ele pulou dessa casinha para um apartamentão de R$ 7 milhões. Dilma dá de ombro para essas acusações. O PMDB promete solidariedade e o José Serra, ex-governador, buscando uma vaga de coroinha nesse culto, diz que acha isto normal. Vocês podem não acreditar, mas houve um dia em que Collor foi apeado do poder por um Fiat Elba e uma mal ajambrada cascata na casa da Dinda, Ibsen Pinheiro teve a carreira enterrada por causa de uma caminhonete e o Ministro Alceni Guerra desapareceu da vida política por causa de bicicletas



O Instituto Seti desde 2007 viveu com o seu punhado de olhos voltados para o céu. Agora, botou os pés na dura realidade do chão. Este observatório americano especializado na busca de sinais emitidos por ETs está com os seus dias contados. Sua construção ficou pela bagatela de UU$ 50 milhões, doados pela Universidade de Berkeley e pelo sócio fundador da Microsoft, Paul Allen, com cujo nome se batizou um dos seus telescópio – o maior deles. Agora, o instituto foi posto em hibernação por falta de apoio governamental. Os cientistas lamentam porque acabam de anunciar a descoberta de 1 235 novos planetas. E dezenas deles com tamanho aproximado ao da Terra e localizados em zona habitável, aquela em que as temperaturas são próprias para a ocorrência de água líquida.

Ilustração: Ninatrapilho.fotosblog


Foi-se  o tempo em que uma pitadinha de sal, no alface era um peso enorme na consciência. Quem quisesse um pouquinho a mais de sal tinha que comê-lo escondido como quem pecasse e, depois, falar com o médico como se confessasse ao padre. Buscar uma penitência, talvez. Mas os médicos eram impiedosos: “Quer morrer???” Agora, já há os que dão sinal verde para o sal. O “Journal of the American Medical Association” trouxe uma baita de uma reportagem pra não deixar dúvida. Estudaram o comportamento de 3 681 pessoas durante 9 anos. Dia a dia se observou o sal que consumiam. Aí, viva o churrasco! O sal faz é bem! A sua carência sim é que aumenta a probabilidade da morte por doenças cardíacas. Tá. A discussão vai longe. É que tem os Centros para Controle e Prevenção de Doenças Cardíacas contestando a experiência. Seu diretor Peter Briss, disse que o estudo era pequeno, os indivíduos observados eram relativamente jovens, com média de idade de 40 anos, e com pouca incidência de  doenças cardiovasculares, que isso, que aquilo. A discussão é acirrada e pode terminar matando gente do coração.




Bill  Gates é o segundo maior investidor em saúde do mundo. Superado apenas pelo governo dos Estados Unidos. O Ministério da Saúde no Brasil não se contém de tanto contentamento com a possibilidade de que boa parte do investimento do empresário americano venha para o Brasil. Em setembro do ano passado houve os primeiros entendimentos, em Nova York, com Celso Amorim. Depois Gates enviou uma missão ao Butantã para conhecer o laboratório e ficou cheio de boa impressão. Gates quer abaixar o preço da vacina no consumidor final. O presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha deverá ir aos EUA, encontrar-se com a Fundação Bill e Melinda Gates. Segundo Gates tudo vai depender do que o Brasil quer das suas instituições. Entre essas vacinas está a vacina contra febre amarela. A estratégia de Gates é produzir essas vacinas a um baixo custo, ele mesmo compra-la e doar para os necessitados.  


CURIOSIDADES


Ivencível Armada. Em 1555, Felipe II herdou o trono pela abdicação do seu pai Carlos V. Era vasto o seu domínio de terras na Europa e ainda possuía terras ultramarinas na África, na América e na Ásia.  Em 1588, quis ampliá-a ainda mais com o domínio dos oceanos. Essa pretensão do rei de Espanha encontrava um obstáculo crescente:  o poderio da marinha inglesa. Os corsários  ingleses davam caça aos galeões espanhóis no Atlântico e no Pacífico. Felipe II precisava derrotar a Inglaterra.  Aí, foi que ele formou a sua poderosíssima armada que recebeu o nome de Grande e Felicíssima Armada. Fora apelidada de Invencível Armada. Eram 130 navios e 30 mil homens. No dia 28 de maio foi dada a largada para aquela aventura que foi o seu maior fiasco. A Invencível Armada foi vencida facilmente.


A Roda. Esta é a invenção mecânica mais importante da humanidade. Ela surgiu  na antiga Mesopotâmia, atual Iraque, há 4 500. Inicialmente ela foi usada por oleiros na produção da cerâmica. Mais tarde foi empregada em veículos. A mais antiga dessas foi encontrada nos Montes Zagros centrais, ao Norte de Elam. O segredo da roda é que rolando ela reduz a força de atrito, facilitando o movimento, isto é, consegue-se o mesmo movimento com o emprego de menos força. Hoje, é difícil de se imaginar um motor qualquer sem o uso da roda. Entretanto, os povos americanos - Incas e  Maias - construíram grandes cidades, criaram impérios sem conhece-la.




CARTA DO LEITOR

Elson, segue abaixo a carta que o empresário Silvano Geremia publicou na revista Exame. Penso que será útil para seus leitores e para o blog também. Abraços, Net Rodrigues

DESABAFO DE SILVANO GEREMIA
 “acabo de descobrir mais um desses absurdos que só servem para atrasar a vida das pessoas que tocam e fazem este país: investir em educação é contra a lei. Vocês não acreditam?”.
Minha empresa, a Geremia, tem 25 anos e fabrica equipamentos para extração de petróleo, um ramo que exige tecnologia de ponta e muita pesquisa. Disputamos cada pedacinho do mercado com países fortes, como os Estados Unidos e o Canadá. Só dá para ser competitivo se eu tiver pessoas qualificadas trabalhando comigo.
Com essa preocupação criei, em 1988, um programa que custeia a educação em todos os níveis para qualquer funcionário, seja ele um varredor ou um técnico. Este ano, um fiscal do INSS visitou a empresa e entendeu que educação é salário indireto. Exigiu o recolhimento da contribuição social sobre os valores que pagamos aos estabelecimentos de ensino frequentados por nossos funcionários, acrescidos de juros de mora e multa pelo não recolhimento ao INSS.
Tenho que pagar 26 mil reais à previdência por promover a educação dos meus funcionários? Eu acho que não. Por isso recorri à justiça. Não é pelo valor, é porque acho essa tributação um atentado. Estou revoltado. Vou continuar não recolhendo um centavo ao INSS, mesmo que eu seja multado1000 vezes. O estado brasileiro está falido.
Mais da metade das crianças que iniciam a 1ª série não conclui o ciclo básico. A constituição diz que educação é direito do cidadão e dever do estado. E quem é o estado? Somos todos nós. Se a união não tem recursos e eu tenho, acho que devo pagar a escola dos meus funcionários. Tudo bem, não estou cobrando nada do estado. Mas também não aceito que o estado me penalize por fazer o que ele não faz. Se a moda pega, empresas que proporcionam cada vez mais benefícios vão recuar. Não temos mais tempo a perder. As leis retrógradas, ultrapassadas e em total descompasso com a realidade devem ser revogadas. A legislação e a mentalidade dos nossos homens públicos devem adequar-se aos novos tempos.
Por favor, deixem quem está fazendo alguma coisa trabalhar em paz. Vão cobrar de quem desvia dinheiro, de quem sonega impostos, de quem rouba a previdência, de quem contrata mão-de-obra fria, sem registro algum. Sou filho de família pobre, de pequenos agricultores, e não tive muito estudo. Completei o 1º grau aos 22 anos e, com dinheiro ganho no meu primeiro emprego, numa indústria de Bento Gonçalves, na serra gaúcha, paguei uma escola técnica de eletromecânica. Cheguei a fazer vestibular e entrar na faculdade, mas nunca terminei o curso de engenharia mecânica por falta de tempo.
Eu precisava fazer minha empresa crescer. Até hoje me emociono quando vejo alguém se formar. Quis fazer com meus empregados o que gostaria que tivessem feito comigo. A cada ano cresce o valor que invisto em educação porque muitos funcionários já estão chegando à universidade. O fiscal do inss acredita que estou sujeito a ações judiciais.
Segundo ele, algum empregado que não receba os valores para educação poderá reclamar uma equiparação salarial com o colega que recebe. Nunca, desde que existe o programa, um funcionário meu entrou na justiça. Todos sabem que estudar é uma opção daqueles que têm vontade de crescer... E quem tem esse sonho pode realizá-lo porque a empresa oferece essa oportunidade. O empregado pode estudar o que quiser, mesmo que seja filosofia, que não teria qualquer aproveitamento prático na Geremia. No mínimo, ele trabalhará mais feliz.
Meu sonho de consumo sempre foi uma Mercedes-benz. Adiei sua realização várias vezes porque, como cidadão consciente do meu dever social, quis usar meu dinheiro para fazer alguma coisa pelos meus 280 empregados. Com os valores que gastei no ano passado na educação deles, eu poderia ter comprado duas Mercedes. Teria mandado dinheiro para fora do país e não estaria me incomodando com leis absurdas, mas não consigo fazer isso. Sou um teimoso. No momento em que o modelo de estado que faz tudo está sendo questionado, cabe uma outra pergunta: quem vai fazer no seu lugar?
Até agora, tem sido a iniciativa privada. Não conheço, felizmente, muitas empresas que tenham recebido o tratamento que a Geremia recebeu da previdência por fazer o que é dever do estado. As que foram punidas preferiram se calar e, simplesmente, abandonar seus programas educacionais. Com esse alerta temo desestimular os que ainda não pagam os estudos de seus funcionários. Não é o meu objetivo. Eu, pelo menos, continuarei ousando ser empresário, a despeito de eventuais crises, e não vou parar de investir no meu patrimônio mais precioso: as pessoas. Eu sou mesmo teimoso”.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

VOCE É CULPADO DE TUDO, SEU TONTO!

Lixo não recolhido pela Prefeitura
Placa da Vereadora











Volta Redonda. Mal apareço na cidade, as pesssoas correm pra me perguntar se eu já peguei dengue. Eu digo que não. Tampam a boca de susto. E perguntam a seguir – você não mora no bairro Barreira Cravo? É isto. As pessoas estão ligando a Barreira Cravo com a dengue como ligam a corda com a caçamba e o Zezinho da Ética com o Prefeito. Julgo-me um sujeito de sorte. Mas sorte mesmo, sorte pra valer, é a da Tereza que mora em frente a uma poça dágua enorme e continua aí saudável como um atleta da S. Silvestre. Ah, ia me esquecendo,  tem uma vizinha minha que também não pegou dengue. Ela besuntou o corpo com um preparado fedorento. Quando ela vai à padaria, as meninas ficam mandando umas as outras “atende ela, lá”. Parece que vão fazer rodízio no atendimento. O marido dela até foi embora. Mas fugi do assunto. Desculpem-me. O que eu queria falar é que a Tereza sabe que é imune. A Prefeitura não limpa a Ilha São João, não limpa o Cemitério Municipal. No Dia de Finados tem gente que vai lá vender churrasquinhos, refrigerantes, cervejas e todo o lixo resultante se espalha, por ali, e resiste ao tempo. Mesmo assim, a Tereza colocou duas placas na entrada do bairro conscientizando os moradores – “A responsabilidade é de todos”. Para que não vissem nisto aí uma crítica velada ao Prefeito, ela antecipou-se na sua defesa. Disse, no seu boletim, que ele fizera bem o dever de casa. Então, o responsável por essa dengue é você, seu Tonto.




Essa discussão sobre desarmamento vai terminar dando morte. Tem gente que não se conforma. Em 2005, foi feito um plebiscito sobre a proibição ou não da venda de armas. Uma vultosa e apaixonada campanha precedeu o prélio. Apesar da massacrante campanha pelo sim, o não se impôs. Não à proibição. Antes da votação já se sabia o resultado. Realizado o pleito e ainda nem tinham contado os votos direito já pensavam em outro plebiscisto. Como é que se gasta dinheiro público fácil! Esses  R$ 300 milhões que estão pensando em gastar numa nova consulta pública, poderiam ser melhor utilizados no aparelhamento da polícias federal para o controle das fronteiras brasileiras. E há tantas outras coisas para se resolver. Tem-se aí presos provisórios encarcerados juntos com condenados; mulher encarcerada junto com homens e mulheres acorrentadas por falta de cela. E, depois, quando se quer matar, não faltam armas. Na periferia, são inúmeros os assassinatos por paulada, garrafadas, etc. E, na política, se mata também roubando dinheiro público. Mas esse recente massacre no Realengo, é uma boa cortina de fumaça. José Sarney apresentou , imdiatamente, um projeto de decreto legislativo por um plebiscito no primeiro domingo de outubro deste ano. Quer proibir a venda de armas. Acidentes automobilísticos matam mais do que armas de fogo. Será que eles pensam em proibir venda de carros? Fonte: Jornal do Brasil



Enquanto as autoridades se unem por horas, dias e meses e meses para ver o que vai fazer contra o aedes, o aedes, sem reunião, sem despachos, sem carimbo, sem campanha, sem orçamento já mudou seu ataque ao homem. A administração pública é uma imensa e preguiçosa leitoa, que já não anda. Parece que ela própria está contaminada da dengue. Só come e dorme. Dizem os pesquisadores lá da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz)  que os efeitos são esses  mesmos. Enquanto nos seres humanos o vírus da dengue provoca dores e cansaço, nos mosquitos ele age de forma oposta. Os insetos ficam mais ativos e se locomovem até 50% a mais do que o normal. Acho, sei lá, que é bem o caso de levar o Prefeito para tomar soro. Os pesquisadores estão seguros do que dizem. Tudo resultado de experiências em laboratório. Eles analisaram fêmeas do Aedes Aegypti do tipo 2, um dos mais comuns no Brasil. Tâmara Lima Câmara, doutoranda do instituto, ficou de boca aberta com essa espécie de combustível aditivado nas mosquinhas. Está lá na revista PLos One. É algo muito significativo. Elas se mexem muito mais. Embora sejam essencialmente de hábitos diurnos, as contaminadas estenderam sua locomoção para uma parte da noite. Estão fazendo serão, prolongando a hora do lanchinho. Vai ver que a fila está grande.




Quando o Lula fala que foi o maior criador de escola no Brasil, num certo sentido, ele está certo. O MEC – Ministério da Educação agora reconhece que o lulês é tão importante quanto o Português. Esse ministério fez distribuir por 4 236 escolas do país o livro “Por uma vida melhor” da Coleção Viver e Aprender que joga a sintaxe no lixo e não sente nenhum remorso. Ele diz para cada aluno: você pode falar “Nós pega o peixe” ou “os meninos pega o peixe” sem nenhum receio. O único cuidado que recomenda é verificar se há algum preconceituoso linguístico por perto. Talvez possa sofrer alguma ofensa. O livro é farto nesses exemplos: “Os livro ilustrado mais interessante estão emprestado”. Que interessante! Em uma frasezinha três erros. Indagado sobre a questão o Mec diz que o livro está de acordo com os PCNs (Parâmetros Curriculares Nacionais) : “A escola precisa livrar-se dos mitos de que existe uma única forma “certa” de falar, a que parece com a escrita; e o de que a escrita é o espelho da fala”. Os lingüistas se impõem contra a oficialização do lulês. To com o Professor Pasquale: “uma coisa é manifestar preconceito contra quem quer que seja por causa da expressão que ela usa. Mas isto não quer dizer que qualquer variedade da língua é adequada a qualquer situação”. Fonte: jornal da Tarde.

 

A busca de Monalisa não pára. Quem foi? Onde está? E assim procurando e procurando pesquisadores como farejadores chegaram à  cripta de Lisa Gherardini Del Giocondo. Está localizada num convento abandonado – Convento de Santa Úrsula, Florença. Lisa morreu em 1542, era esposa de um rico vendedor de seda chamado Francisco Del Giocondo. Acredita-se que o casal era vizinho de Leonardo da Vinci. Silvano Vinceti,  líder dessa equipe, diz que já encontraram pedaços de cerâmica e de ossos. Mas ainda há muito o que trabalhar. Pretendem reconstituir-lhe o rosto e compara-lo com o famoso quadro. Fonte The Telegraph.



A farta coleção de chapéus alegóricos e a frenética saudação popular, desde a Abadia de Westminster até o Palácio de Buckingham, lembravam bem a Passarela Marquês do Sapucaí. Fiquei aguardando. Daqui a pouco vão surgir os tamborins, reco-recos, os tantãs e as imprescindíveis mulatas. E não é que tinha mesmo uma mulata! Pippa Middleton, cunhada do Príncipe William, tapava esse buraco. Ela caprichara no bronzeado. Não sei, mas aquela cor é o que de mais artificial havia naquele pedaço. E o povo, sobretudo o feminino, jamais o esqueceu. Ninguém quer mais ser branca azeda. Os produtos de beleza estão esgotados em todo o Reino Unido e a procura por eles ainda continua. O casamento? O casamento  vai indo com a graça de Deus. O príncipe, por obrigações da carreira, está nas Ilhas Malvinas e a Duquesa Kate já foi vista empurrando um carrinho de compras num supermercado londrino.

CURIOSIDADES


Papa Inocêncio IV. A Inquisição,  teve início em 1184, com o Papa Lúcio III. Mas foi oficialmente criada em 1229, sob a liderança do Papa Gregório IX, e recebeu o nome de Tribunal do Santo Ofício. Em 1252, o Papa Inocêncio IV a aperfeiçoou. Publicou o documento  Ad Exstirpanda, instrumento fundamental no extermínio de hereges. O índice de condenação de suspeitos subiu a 95% dos casos. Os inquisidores eram doutores em Teologia, Direito Canônico e Civil. E eram muito bem pagos pelos seus serviços. Da mesma forma que os informantes. Todos os que testemunhassem contra uma pessoa supostamente herege, recebiam uma parte de suas propriedades e riquezas, caso a vítima fosse condenada. O processo de acusação, julgamento e execução era rápido, sem formalidades, sem direito à defesa. Ao réu, a única alternativa era confessar e retratar-se, renunciar sua fé e aceitar o domínio e a autoridade da Igreja Católica. Os condenados eram executados em praça pública. A vítima podia ser enforcada, decapitada, ou, na maioria das vezes, queimada. Fonte: Perseguições Religiosas, James A Haught, 2003.



Segunda Defenestração. No dia 23 de maio de 1618, deu-se o episódio conhecido como Segunda Defenestração de Praga. Um grupo de protestante da nobreza tcheca lançam os representantes do Sacro Império Romano pela janela do Palácio Real de Praga, que caem sobre um monte de esterco. O episódio deu origem à Guerra dos Trinta Anos. O conflito envolveu o Sacro-Império Romano-Germanico de um lado, e um vasto número de cidades e principados alemães protestantes apoiados pela Suécia, Países Baixos e depois também pela França católica, do outro. Só terminou em 1648 pela exaustão dos contendores. Há historiadores que consideram esta como a primeira guerra mundial por ter envolvido praticamente todos os reinos europeus. Só a Rússia ficou de fora. Fonte: Aventuras na Historia

Fala o Leitor


 
A VERDADEIRA IRA DE BIN LADEN

O 11 passou a ser um número inquietante. Podem pensar que é uma casualidade forçada ou simplesmente uma tontice, mas o que está claro é que há coisas interessantes, senão, vejamos:
1) New York City tem 11 letras.
2) Afeganistão tem 11 letras.
3) "The Pentagon" tem 11 letras.
4) George W.. Bush tem 11 letras.

Até aqui, meras coincidências ou casualidades forçadas (será???).
Agora começa o interessante:

1) Nova Iorque é o estado Nº 11 dos EUA..
2) O primeiro dos vôos que embateu contra as Torres Gêmeas era o Nº 11.
3) O vôo Nº 11 levava a bordo 92 passageiros; somando os numerais dá: 9+2=11.
4) O outro vôo que bateu contra as Torres, levava a bordo 65 passageiros, que somando os numerais dá: 6+5=11.
5) A tragédia teve lugar a 11 de Setembro, ou seja, 11 do 9, que somando os numerais dá: 1+1+9=11.

Agora, o inquietante:

1) As vítimas totais que faleceram nos aviões são 254: 2+5+4=11.
2) O dia 11 de Setembro, é o dia número 254 do ano: 2+5+4=11.
3) A partir do 11 de setembro sobram 111 dias até ao fim de um ano.
4) Nostradamus (11 letras) profetiza a destruição de Nova Iorque na Centúria número 11 dos seus versos.

Mas o mais chocante de tudo é que, se pensarmos nas Torres Gêmeas, damo-nos conta que tinham a forma de um gigantesco número 11. E, como se não bastasse, o atentado de Madrid aconteceu no dia 11.03.2004, que somando os numerais dá: 1+1+0+3+2+0+0+4=11.
Intrigante, não acham?
E se esqueceram que o atentado de Madrid aconteceu 911 dias depois do de New York, que somando os numerais 9+1+1=11!!!!

E AGORA o arrepiante:
Corinthians tem 11 letras, tem 11 jogadores e sua fundação foi em 1910, que somando os numerais dá 1+9+1+0=11.

CONCLUSÃO DE TUDO ISSO:

O  Bin Laden era Corinthiano!!!

Elson, achei que essas observações seriam bem recebidas para publicação no seu blog. Abraços. Claudio Rosiere, São Lourenço. Minas Gerais!

sábado, 14 de maio de 2011

A VANTAGEM QUE A MARIA LEVA



Volta Redonda. Não sei se o leitor sabe quem é o Renato Soares. Se não o sabe agora, provavelmente não o saberá depois. Este é o seu melhor momento. Está no seu ponto mais alto - pretende ser candidato a candidato a candidato a Prefeito de nossa cidade. Mas não o tenham por uma pessoa modesta. O sonho parece uma coisa simples. Até o Granato o cultiva. Ainda assim eu o acho exagerado. Renato é do PCdoB, o partido que tem a foice, o martelo e dois vereadores. Quer dizer, tinha. Parece que os trocou por duas ou tres vagas de auxiliar de escritório na Prefeitura Municipal. Até conheço um desses meninos. Ele sabe que Karl Marx escreveu O Capital e tem uma grande admiração pelo Gotardo.  Hoje, deve ser todinho Neto. O tempo passa. E, de fato, passou. Faz tempo que não o vejo. Quando o vi pela última vez, ele estava às voltas com a biografia do Gotardo. Já estava em oitocentas páginas. O que, convenhamos, é de se tirar o chapéu.  Mas voltemos ao Renato Soares, que nem ele, nem eu, nem o estimado leitor está interessado em biografias. Renato Soares parece que - como eu - também não tem o PCdoB em boa conta. Vai para o PDT. Não me perguntem que vantagem a  Maria leva. Não sei. O Granato deixou sua posição de general no PDT para ser um recruta zero lá no PMDB, ao lado do  Sargento Tainha. E ri de sacudir a barriga de satisfeito.


 


Dilma Rousseff já tinha dado ordem para botar mais água no feijão, quando chegou a notícia de que seu ilustre conviva não viria para o almoço. Hugo Chavez avisa que está doente e não pode vir. Que maçada! Dilma se ajeita e diz, cortesmente, que não faltará ocasião para um outro encontro. E lhe desejas melhoras. Em seguida, põe o queixo na palma da mão e lamenta: "Não precisavam ter matado mais um frango". Acontece. Mas  havia uma perda maior que a do frango. Eram os 17 contratos que a Venezuela deixava de assinar com o Brasil. E ela pensando que estava fazendo tudo direitinho.  Recomenda a praxe que os presidentes ofereçam almoço a chefes de Estado, no Itamaraty. Mas Dilma não o quis. Preferiu tirá-lo de lá daquele burburinho, de fotos e entrevistas e levá-lo para o aconchego do  Alvorada. Chavez é de casa. Ela disse para um dos assessores. Chavez que adora holofotes ficou emburrado com a troca e parece até que disse "agora não vou mais". A coisa preocupa. E, mais ainda. Chavez para fazer a Dilma se morder de ciúmes danou a elogiar a China - "Estou apaixonado pela China". Confessa o guapo mancebo. Os chineses são seus sócios - como financiadores. E dela a Venezuela vai receber 40 mil casas para o seu megaprograma habitacional - minha casa, minha vida.  Tanto o ciúme do Brasil como a paixão de Chavez tem fundamento. A Venezuela tem 32 bilhões de crédito com a China; Venezuela foi responsável por expressivos 15% do superavit global do Brasil, em 2010. Se eu fosse a Dilma voltava ao programa da Ana Maria Braga e trazia uma nova receita. Fonte: a Folha de São Paulo


Gary Coleman que estrelou a série
"Minha Família é uma Bagunça"
exibida do SBT
Como se dizia antigamente mais depressa se pega um mentiroso do que um coxo. Isto era uma advertência que poucos pagavam pra ver.  Hoje, não; hoje a mentira é servida na alcova e  via satélite, com a mesma naturalidade. Os Estados Unidos, durante 9 anos e 8 meses perseguiram  obstinadamente o terrorista Osama Bin Laden. E, depois se perderam em mentiras absolutamente esfarrapadas para a explicar essa mortre anunciada havia quase uma década.  Uma dessas mentiras é que o corpo de Osama não podia ser visto pelo distinto público porque fora enterrado no mesmo dia da sua morte em respeito a um ritual americano.  Caramba! O corpo de Kennedy ficou exposto durante vários dias. Michael Jakson, Elizabeth Taylor, mais recentemente, ficaram expostos até que cessassem as caravanas e caravanas que vinham de longe para um adeus final e, se a sorte lhes sorrissem roubariam um botão do casaco ou uma mecha de cabelo como souvenir.  Pra encurtar a história, temos, agora, o corpo de Gary Coleman que morreu em 28 de maio do ano passado e ainda hoje não foi enterrado. Seu empresário Vic Perillo diz que ainda não se decidiu se o corpo vai ser enterrado ou cremado. Há uma demanda entre a família e a ex-mulher do ator. Enquanto isto, ficam pagando aluguel num necrotério no Estado de Utah, nos Estados Unidos. E, pelo visto, vão ter que renovar o contrato de locação. Isto, entretanto, incomoda menos a Vic Perillo. Ele está irritadíssimo é com os canais de TV como a NBC e ABC que ganharam muito dinheiro as custas de Coleman e agora, decorrido um ano de sua morte, se recusam a homenageá-lo. Ele recebe sempre a mesma e definitiva resposta "Não estamos interessados". Vic que ganhou dinheiro vendendo fotos de Coleman em coma, não encontra mais mercado para a exposição de Coleman morto.

O Nomadismo e o Sedentarismo 

Os primeiros agricultores podem ter utilizado essas
bancadas para processamento de plantas silvestres.
Fonte: David Oliver, projeto WF16

WF16, sítio arqueológico na Jordânia, traz uma novidade: O homem não pulou de vez de nômade para uma vida sedentária. É uma coisa mais ou menos assim: ele foi parando para descansar, sentando numa pedra à sombra de uma árvore e, aí, se acostumou de vez. É fácil se acostumar com o que é bom. Hoje, é preciso o médico empurrar esse bicho-homem para uma simples caminhada. As pesquisas em WF16 indicam que houve um estágio intermediário para tão radical mudança. Concluem que as estruturas ali encontradas seriam resultados de um grande esforço coletivo, há 11 mil anos. Não existiam habitações permanentes para famílias individuais e nenhuma separação entre o público e o privado. Segundo a revista científica "PNAS". Mas já era um passo.
 Fonte: Folha de São Paulo

Vamos Reler Esopo

  A CNBB já teve seus dias de prima-dona. Agora, seu novo presidente - Cardeal Raymundo Damasceno Assis - tem essa missão de resgatar-lhe a força. Difícil tarefa. Com tantas divisões internas a Igreja Católica perde a união e, por consequencia, a força. E a CNBB com ela. É Chalita e padre Fábio puxando para um lado, é o bispo de Guarulhos puxando para o outro. Não dá. É impossível conduzir a bom termo uma tropa tão dividida. Repete-se a fábula de Esopo. Dois burros estavam amarrados às extremidades de uma mesma corda. Cada um, numa ponta. Queriam comer e havia dois montes de feno colocados em lados opostos.  Ficaram dias assim. Cada um tentando, sem o conseguir, comer do monte que estava ao seu lado. Cansados e famintos resolveram conversar. Conversaram, conversaram, conversaram. Decidiram, enfim, irem juntos a um monte e depois ao outro.  Primeiro este, depois aquele. Como dizia minha mãe, há solução para tudo. 



Ovídio, poeta romano

Água Mole. Há provérbios que têm todo sabor popular mas a sua origem vem dos clássicos. Foram extraídos de livros e adaptados à informalidade, conquistando o trânsito livre. É bem assim com o “Água mole em pedra dura tanto bate até que fura”. Está em Ovídio, poeta romano (Publius Ovidius Naso, autor de Medeia). Foi dito assim, em latim: “Quid magis est durum saxo? Quis mollius unda? Dura tamen molli saxa cavantur aqua” (Que é mais duro que a pedra? Que é mais mole que a água? Todavia a água mole cava a pedra dura). O mesmo pensamento é também encontrado em Lucrécio (Titus Lucretius Carus  – poeta e filósofo latino que viveu no século I aC): “Stillicidium casus lapidem cavat” (Caindo gota a gota a água cava o rochedo). Fonte : Etimologia, Ed. Abril 



Anna Justina Ferreira Nery Este era o nome de Ana Neri a pioneira da enfermagem, no Brasil. Casou-se com o capitão de fragata Isidoro Antonio Nery em 1837, ficando viúva 6 anos depois com tres filhos pra criar. Dois dos seus filhos se tornaram oficiais do Exército. Ao iniciar a Guerra do Paraguai (dezembro de 1864) seguiram ambos para o campo de luta. Anna requereu ao presidente da província da Bahia lhe fosse facultado acompanhar os filhos. Porém não aguardou a autorização. Partiu incorporada ao décimo batalhão de voluntários em agosto de 1865, na qualidade de enfermeira. Ela lutou como enfermeira em vários hospitais. Na capital do conflito onde ficou até o fim da guerra ela montou uma enfermaria com recursos que ela herdara da família. Foi apelidada “a mãe dos brasileiros”. Recebeu medalha e pensão vitalícia do Imperador D. Pedro II. Ela se tornou símbolo da enfermagem no Brasil, especialmente depois que Carlos Chagas, em 1923, a Escola de Enfermagem que fundou. Fonte : Revista da Historia da Biblioteca Nacional.

domingo, 8 de maio de 2011

EM FRENTE À CASA DELA


Em frente à casa dela.

Poça em frente a casa da América Tereza
Vereadora Primeira e Única do Barreira Cravo 




                   Em frente a casa da Tereza tinha  uma poça
                  Tinha uma poça em frente a casa dela.
                   Eu só falo porque vi!
                   Em frente a casa dela tinha uma poça.
                   E ela não tava nem aí

                  Nunca  me esquecerei desse acontecimento
                  Na Barreira Cravo, em cada esquina que eu dobrava
                  Mais uma poça eu encontrava
                  Nunca me esquecerei que a maior delas
                  Na frente da casa da Tereza estava.
                  Em frente a casa da Tereza
                  Havia uma poça,
                  Onde o aedes se multiplicava.

Ministra Ana Hollanda, irmã de
Chico Buarque de Hollanda

Antes que o mal cresça a gente corta a cabeça. Ouvi muito isto quando  criança e a Ana Hollanda deve ter ouvido também. Mas não pratica. Lá no Ministério da Cultura os erros já começam grandes e os que o sucedem são enormes! Lembra daquele R$ 1,3 milhão para Maria Bethânia montar um blog? Esse dinheiro se fosse recolhido à Receita daria para construção de escolas, manutenção de estradas, melhora na saúde... Tá bom. Não há nada como o dia para passar. Passou. Agora, veio a nova lista: O espetáculo americano Disney on Ice (R$ 5 110 000,00), a dupla americana, Blue Man (R$ 3 751 150,00), o grupo Timbalada (R$ 978 936), e o grupo de pagode Revelação (R$ 189 696,00) para uma apresentação no interior fluminense, Guapimirim. São R$ 10 000 000,00 só nessa fornada. Curiosamente, um projeto de maior apelo social ficou de fora. A Velha Guarda da Mocidade Independente de Padre Miguel, tradicional escola de samba do Rio de Janeiro não consegue entender o que qualifica como boicote. Seu projeto de ensinar música para 600 moradores de comunidades carentes da Zona Oeste levou tinta. O projeto custaria apenas R$ 299 042,72. Podia até ser pago com dinheiro da própria Ana. Só com viagens sem prestação de conta a ministra já embolsou R$ 35,5 mil. Não precisa nem apertar o cinto.


O “Toutou Bar” veio de encomenda. Agora, quando o homem quiser das uma saidinha pode desculpar-se que vai levar o cachorro pra passear. E não estará mentindo. É que criaram, lá em uma zona seleta de Bruxelas um bar voltado para o atendimento de cães. Era só o que faltava. Já existem hotéis, shops... por que não um bar? Este é o primeiro só para cachorros, embora não se proíba a entrada de gente. Há pratos especialmente planejados, com pouco sal e até uma cerveja especial para cachorro. A Red Dog, a três euros a unidade. Sem álcool, evidentemente.  Entre os pratos incluem-se massas, arroz selvagem, verduras, hambuerguers de carne de vaga ou de frango todo com baixo teor de sal e ricos em fibras. Para que o dono não tenha nenhuma suspeita da qualidade da comida oferecida ao seu cachorro ela poderá prová-la. E, se gostar, poderá come-la junto com seu cão. Há também um salão de festas para cachorro.  Há também espaço para festas dos cães.



 
Ainda resta esperança. Em Braço do Norte, Sul de Santa Catarina, Ivandro Rodrigues Souza ganhou uma inusitada questão na Justiça. Esperou por seis anos pela indenização de uma de suas vacas morta em consequencia do barulho proporcionado pela Igreja do Céu do Cruzeiro Iluminado, em um dos seus cultos. Ivandro disse que houve um “ritual com música e fogos de artifício que assustou o animal. Dois dias depois, a vaca que estava prenhe morreu”. A igreja confirmou os fogos e a cantoria e Ivandro juntou à petição laudos veterinários que apontaram estresse decorrente de susto. Após isto o juiz considerou a igreja condenada a pagar a indenização. Esse pessoal que mora em volta da Ilha São João devia ler com mais atenção essa nota. O Prefeito Neto e o Ministério Público Estadual também.


Mais uma para testar a força da internet. Na Argentina, um número cada vez maior de internautas faz uma campanha que só tende a crescer. Na semana passada já se contavam 20 mil assinaturas a favor de que o governo estampasse nas cédulas de 10 pesos a imagem de Diego Maradona, que  conta com muitos admiradores, lá. Se isto acontecer, a cédula estará trocando a estampa do criador da bandeira da Argentina, Manuel Belgrano, pela figura do jogador Maradona. Quem viver, verá (Fonte, Isto é)



curiosidades



 
Lúcio Aurélio Cômodo tornou-se imperador romano aos 19 anos de idade, no ano 180DC. Filho de um rei filósofo, Marco Aurélio, Cômodo perpetou-se como um dos mais sanguinários tiranos da História. Homem de extraordinária força, deliciava-se com as lutas de gladiadores, sendo ele mesmo um praticante dessa arte de matar. Para alguns historiadores, Cômodo fez jus ao título de “Vencedor de Mil Gladiadores”, porque saiu ileso de 737 combates de que participara. Suetônio comparava a atitude de Calígula ter indicado sua montaria para senador romano, menos ofensiva do que a de Marco Aurélio indicando seu filho para imperador. Dizia que, 150 anos depois da indicação do cavalo para senador, surgiu o imperador Cômodo, um cavalo de duas patas.  Cômodo morreu em 192, depois de um reinado de 12 anos de terror e vergonha.
Dionísio I, o Antigo, tirano de Siracusa, viveu de 430 aC a 367 aC. Governou Siracusa por 30 anos. Fortificou sua cidade, derrotou seus inimigos políticos e destruiu e ocupou as cidades gregas vizinhas. Esse príncipe era profundamente desconfiado. Temia alguma traição. Durante 38 anos vivera atormentado pelos receios de ser assassinado traiçoeiramente. Mudava de aposento todas as semanas e  mantinha em palácio três sósias de impressionante parecença com ele. Apesar de toda essa vigilância, morreu assassinado em 430aC. Fonte – Valmiro Rodrigues Vidal, Curiosidades.